Notícias

Revista traz alerta para o medo de ficar sem celular

10/12/2017 22:07
Revista Cidade Verde traz alerta para o medo de ficar sem celular A nova edição da Revista Cidade Verde chega as bancas neste domingo (10) falando sobre a Nomofobia, o medo de ficar sem celular, a nova doença dos tempos modernos.  Ela nada mais é que a dependência das tecnologias...
Leia mais

O partido tem que pensar maior diz Marden

10/12/2017 22:03
“O partido tem que pensar maior”, diz Marden sobre candidatura própria do PSDB em 2018 no Piauí Parlamentar destacou ainda que Geraldo Alckmin quer ver o partido com candidaturas competitivas nos estados   Da Redação do Portal AZ   O deputado estadual Marden Menezes...
Leia mais

Lula - Um líder vazio a bordo de um teco-teco

10/12/2017 19:40
LULA, UM LÍDER VAZIO A BORDO DE UM TECO-TECO Diário do Poder - Por Jorge Oliveira   Barra de São Miguel, AL - Lula perdeu a grande chance de ficar em casa esperando abrir a temporada oficial das eleições para se apresentar como candidato a presidente. Ao sair pelo Brasil afora foi...
Leia mais

Brasil defende que designação de Jerusalém . . .

10/12/2017 19:37
Brasil defende que designação de Jerusalém como capital de israel seja definida em negociações Rio de Janeiro, 8 dez (Xinhua) -- O governo brasileiro defendeu na quinta-feira que a designação de Jerusalém como capital de Israel seja definidada em negociações que garantam a paz entre...
Leia mais

NATAL - Apoiado! Sim ao consumismo!

10/12/2017 19:30
NATAL - Apoiado! Sim ao consumismo! P. Miguel Almeida, sj - Portugal   O consumo é necessário por muitas razões que todos conhecemos. Mas colocar a questão de modo a afirmar tout cour que as compras desenfreadas dos ricos matam a fome aos pobres é de um enorme...
Leia mais

Atualidade \ Geral - Espaço Interativo

10/12/2017 19:24
Postado Por Josenildo Melo Jornalista MTB DRT PI 01958 - Credenciado Vaticanista   Atualidade \ Geral - Espaço Interativo Cidade do Vaticano (RV) -   Domingo, 10 de dezembro. Começa aqui, mais um Espaço Interativo,com os comentários dos seguidores da nossa Fanpage...
Leia mais

PMDB não QUER mais saber de alianças com o PT

10/12/2017 14:00
João Henrique encerra em Corrente 1ª etapa de mobilização por candidatura do PMDB O vice-presidente regional do PMDB no Piauí, ex-ministro João Henrique de Almeida Sousa, encerrou, em Corrente, a primeira etapa de viagens para defender a candidatura própria do partido ao Governo do Estado em...
Leia mais

Não tem a menor chance de Wellington ganhar a eleição

10/12/2017 13:43
10 DE DEZEMBRO DE 2017 ÀS 11:12  -  www.feitosacosta.com João Vicente é ''aclamado''como governador na festa de Robert Rios - A quase totalidade da oposição esteve na festa de Rios   A festa no sitio do deputado Robert Rios na estrada de Altos que ele realiza todos os...
Leia mais

Geraldo Alckmin QUER Firmino candidato ao Governo

10/12/2017 12:33
PSDB nacional quer Firmino candidato ao governo Firmino  e Alckmin: o prefeito de Teresina recebeu apelo do presidenciável tucano para que dispute o Palácio de Karnak    A participação do prefeito Firmino Filho na convenção nacional do PSDB, ontem, não foi apenas de...
Leia mais

Aliado de Cunha - Marun assume posto estratégico

10/12/2017 12:17
Aliado de Cunha, Marun assume posto estratégico no governo Temer Deputado substitui o tucano Antonio Imbassahy na Secretaria de Governo   Jornal do Brasil - Com Agência Brasil   Um dos principais aliados do ex-deputado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB),...
Leia mais

Editorial: A vocação é hoje - De Silvonei José

10/12/2017 11:44
Editorial: A vocação é hoje - De Silvonei José Cidade do Vaticano - “É lindo e é uma grande graça ser inteiramente e para sempre consagrados a Deus e ao serviço dos irmãos”: é o que Papa escreve em sua mensagem para o 55º Dia Mundial das Vocações, que será celebrado no próximo dia 22 de...
Leia mais

Papa: Jesus era apaixonado pelas pessoas

10/12/2017 11:32
Postado Por Josenildo Melo Jornalista MTB DRT PI 01958 - Credenciado Vaticanista   Papa Francisco \ Encontros e Eventos Papa: Jesus era apaixonado pelas pessoas   Cidade do Vaticano - O Papa Francisco, na tarde deste sábado (09/12), na presença do Prefeito da Secretaria...
Leia mais

Jordânia expressa apoio à Palestina sobre Jerusalém

10/12/2017 09:56
Jordânia expressa total apoio à Palestina sobre questão de Jerusalém O rei Abdullah II da Jordânia (direita) encontra-se com o presidente palestino, Mahmoud Abbas (esquerda), em Amã, Jordânia, a 7 de dezembro de 2017.   AMÃ, dezembro (Diário do Povo online) –O rei Abdullah II, da...
Leia mais

Presidente não deve mexer nas relações exteriores

10/12/2017 09:50
10 DE DEZEMBRO DE 2017 SE CONDENADO NO TRF4, LULA VIRA LOGO FICHA SUJA Caso o ex-presidente Lula perca os recursos que impetrou no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), após a condenação a 9 anos e seis meses pelo juiz Sérgio Moro, ele estará fora da disputa de 2018 em razão da...
Leia mais

Lula quer voltar à cena do crime diz Governador

09/12/2017 22:20
NOVO PRESIDENTE DA SIGLA - ALCKMIN DIZ QUE LULA QUER SER CANDIDATO PARA VOLTAR 'À CENA DO CRIME" Da redação - Diário do Poder   NOVO PRESIDENTE DO PSDB AFIRMA APOIO 'ÀS REFORMAS NECESSÁRIAS'   Após ser eleito por 470 votos como novo presidente do PSDB, o governador de...
Leia mais

Vela pra mau defunto - Por José Maurício

09/12/2017 22:15
JOSÉ MAURÍCIO DE BARCELLOS VELA PRA MAU DEFUNTO   Nos dias de hoje a quem interessa manter viva a candidatura do condenado Lula da Silva? Espiem com olhos de ver. Percebam como se esforçam e tramam solertemente os delinquentes de todas as matizes e segmentos para que aquela infâmia...
Leia mais

Geraldo Alckmin quer Firmino Filho longe do PT

09/12/2017 20:58
O destaque da imprensa nacional é a tônica das entrelinhas do discurso proferido pelos líderes do PSDB em convenção. Todos os líderes acreditam que o caminho correto é evitar aproximação do PT em todos os estados da Federação. Geraldo Alckmin saiu de cima do muro e discursou fortemente contra...
Leia mais

Alckmin: Partido vai chegar unido e revigorado em 2018

09/12/2017 20:40
Alckmin é eleito presidente do PSDB Partido vai chegar unido e revigorado na campanha de 2018, garantiu   O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi eleito neste sábado (9) durante convenção nacional em Brasília, o presidente do PSDB pelos próximos dois anos. A chapa encabeçada...
Leia mais

Dedicou-se aos migrantes - carisma sempre atual

09/12/2017 17:14
Papa Francisco \ Encontros e Eventos Papa: Santa Cabrini dedicou-se aos migrantes, carisma sempre atual   Por Mariangela Jaguraba   Cidade do Vaticano - O Papa Francisco recebeu, neste sábado (09/12), na Sala Clementina, no Vaticano, duzentas e cinquenta Missionárias do...
Leia mais

Papa: A corrupção deve ser combatida com força

09/12/2017 17:08
Postado Por Josenildo Melo Jornalista MTB DRT PI 01958 - Credenciado Vaticanista   Papa Francisco \ Encontros e Eventos Papa: "A corrupção deve ser combatida com força"   Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco tuitou neste sábado (09/12), Dia Mundial de Combate à...
Leia mais

Renovando o Brasil - Por Murillo de Aragão

09/12/2017 15:55
Renovando o Brasil - Por Murillo de Aragão Ano que vem será ano de renovação política. A má notícia é que ela não será ampla nem total. A boa nova é que teremos, sim, alguma renovação. Contudo, o mundo político continuará a padecer de problemas sérios, entre os quais a fragmentação...
Leia mais

A ilha da fantasia petista acabou diz Geraldo

09/12/2017 14:29
Política - A ilha da fantasia petista acabou diz Geraldo Alckmin ataca Lula e diz que coragem do PSDB ‘mudará o Brasil’   Escolhido como novo presidente do PSDB, governador fez um duro discurso contra o petista, que está na frente nas pesquisas eleitorais   Por Guilherme...
Leia mais

Alckmin assume comando do PSDB por 470 votos

09/12/2017 12:26
Política - Alckmin assume comando do PSDB por 470 votos a 3 Governador de São Paulo é o novo presidente da sigla   Por Silvio Navarro e Guilherme Venaglia – Site da Revista Veja   O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi escolhido neste sábado como presidente...
Leia mais

Na convenção do PSDB - Aécio Neves é vaiado

09/12/2017 11:56
Política - Na convenção do PSDB - Aécio Neves é vaiado   Na convenção do PSDB, Aécio é vaiado e sai pela porta dos fundos   Senador ficou por cerca de cinco minutos na convenção nacional do PSDB, em Brasília   Por Ana Clara Costa e Guilherme...
Leia mais

Dia Internacional Contra a Corrupção - 9/12

09/12/2017 11:52
CARTA DE COIMBRA SOBRE O COMBATE À CORRUPÇÃO - 2017 Aos 9 de dezembro de 2017, em comemoração ao Dia Internacional contra a Corrupção, data instituída pela Organização das Nações Unidas ao abrigo da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção, promulgada em 31 de outubro de 2003, com o...
Leia mais

Em carta contra a corrupção - Moro e parceiros

09/12/2017 11:46
Em carta contra a corrupção, Moro e parceiros de curso dizem que Lava Jato recebe apoio da sociedade e de órgãos de controle Por Olavo Soares - gazetadopovo   Os professores que participaram do curso que motivou protestos contra o juiz Sério Moro na Universidade de Coimbra, em...
Leia mais

CRÓNICA - Stress à portuguesa

09/12/2017 07:59
CRÓNICA - Stress à portuguesa Ruth Manus - De portugal - Jornal Observador   Parece que os portugueses normalmente são obrigados a conter as próprias emoções e acabam por canalizá-las em situações estranhas nas quais tornam-se assustadoramente agressivos ou nervosos.   Sou...
Leia mais

Artigo: FÁTIMA - Milagres, Ciência e Fé

09/12/2017 07:54
FÁTIMA - Milagres, Ciência e Fé P. Gonçalo Portocarrero de Almada   O milagre não se contrapõe à ciência, nem à razão, antes a reconhece e confirma. A fé não é uma crença irracional, mas um conhecimento razoável.   Ante um facto extraordinário, cabem duas possíveis...
Leia mais

Governador tomará posse na presidência do PSDB

09/12/2017 05:49
Em discurso, Alckmin deve afirmar que 'Lula será condenado nas urnas' Governador de São Paulo tomará posse na presidência do PSDB    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmará neste sábado (9) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "será condenado...
Leia mais

A Convenção do PSDB será em cima do muro ?

09/12/2017 05:38
09 DE DEZEMBRO DE 2017 - Coluna do Cláudio Humberto R$51 MILHÕES DE GEDDEL PODEM SER APENAS SOBRAS Podem ser apenas “troco” os R$51 milhões apreendidos pela Polícia Federal em apartamento de Salvador usado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, em Brasília. Investigadores ligados ao caso...
Leia mais
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Página inicial

Embaixada palestina é inaugurada na Santa Sé

14/01/2017 14:07
Francisco recebe Abbas e embaixada palestina é inaugurada na Santa Sé O papa Francisco recebeu neste sábado (14) o presidente palestino Mahmud Abbas, em uma audiência privada no Vaticano. Em seguida, foi inaugurada a embaixada palestina junto à Santa Sé.Abbas reiterou sua oposição ao projeto...
Leia mais

Bons exemplos - Merval Pereira

13/01/2017 14:32
Bons exemplos - Merval Pereira - O Globo   A crise da Segurança Pública no país está servindo também para colocar em destaque, contrastando com as tragédias ocorridas em Manaus e em Roraima, experiências bem-sucedidas em alguns estados.   O projeto de privatização de...
Leia mais

O efeito social do ajuste - Luiz Carlos Azedo

12/01/2017 21:03
O efeito social do ajuste - Luiz Carlos Azedo - Correio Braziliense   • Quem quiser que o subestime; a redução dos juros e o controle do custo de vida tendem a gerar uma certa onda de otimismo, seja dos agentes econômicos, seja da população   O ano-novo começou com duas...
Leia mais

BC acelera corte de juros e reduz para 13%

12/01/2017 09:17
BC acelera corte de juros e reduz Selic para 13% ao ano • Taxa. Decisão do Comitê de Política Monetária surpreendeu a maior parte do mercado financeiro, que esperava um corte de 0,5 ponto porcentual: justificativa do BC foi de que inflação mais controlada e economia fraca permitiam redução...
Leia mais

Acordo entre União e Rio envolve R$ 50 bi até 2020

12/01/2017 09:10
Acordo entre União e Rio envolve R$ 50 bi até 2020 • Total inclui revisão de gastos e receitas   Papéis da Cedae serão dados em garantia ao pacto. Privatização da companhia, que pode acontecer ainda este ano, depende da aprovação da Alerj   O acordo financeiro entre o...
Leia mais

A nova velha ideia - Merval Pereira

11/01/2017 20:29
A nova velha ideia - Merval Pereira - O Globo   A criação de um Ministério da Segurança Pública, sugerida por um grupo de deputados que formam a Frente Parlamentar de Segurança, é uma ideia que volta e meia surge em Brasília quando fica evidente que o crime organizado está ampliando...
Leia mais

O idealismo da Constituição - Por Marco Villa

10/01/2017 16:15
O idealismo da Constituição - Marco Antonio Villa - O Globo   O federalismo brasileiro é um desastre. E não é de hoje. Foi adotado logo após o 15 de novembro de 1889 através do decreto nº 1 do Governo Provisório. Basta recordar os dois primeiros artigos: “Art. 1º. Fica proclamada...
Leia mais

Governo tenta aval do STF para resolver crise do Rio

10/01/2017 16:10
Governo tenta aval do STF para resolver crise do Rio • Plano negociado por Meirelles e Pezão prevê ajuda financeira imediata   Socorro à vista   • União prepara plano de ajuda financeira ao estado; STF arbitrará acordo   Martha Beck, Carolina Brígido | O...
Leia mais

Papa: Conhecer e seguir Jesus, único Salvador

09/01/2017 11:20
Papa: conhecer, adorar e seguir Jesus, único Salvador Rádio Vaticana   Tem início, depois do Natal, um novo tempo litúrgico: o Tempo Comum, mas “Jesus é sempre o centro da vida cristã, a primeira e a última Palavra do Pai, o Senhor do Universo, o Salvador do mundo. Não há outro, é...
Leia mais

PT vive o risco de debandada

09/01/2017 10:06
PT vive o risco de debandada   • Membros do partido avaliam como certo o abandono da militância diante dos escândalos   Angélica Diniz | O Tempo (MG)   Os próximos capítulos da operação Lava Jato têm provocado antecipadamente um cenário de incerteza para as ambições...
Leia mais
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>

Consumo puxa economia e faz disparar ações do varejo
Por Juliana Machado | Valor Econômico
 
SÃO PAULO - No momento em que a bolsa de valores brasileira ganha impulso e o Ibovespa rompe níveis históricos, ações de companhias de varejo básico e consumo de eletrodomésticos, vestuário e alimentação proporcionam ganhos extraordinários a seus acionistas. Em movimento coerente com a dinâmica de recuperação da economia, puxada pelo consumo, os papéis dessas empresas tiveram neste ano alta muito superior aos 23,76% do Ibovespa. Magazine Luiza, por exemplo, subiu 423%, Guararapes, 130% e Arezzo, 125%. Outros bons exemplos são Hering, Via Varejo, B2W, Renner e Pão de Açúcar.
 
A queda dos juros e a retomada gradual do crescimento econômico compõem a equação que provocou a recente recuperação da bolsa e mantém boas perspectivas para essas ações. Para analistas ouvidos pelo Valor, a retomada beneficia primeiramente empresas que atendem o consumo de menor valor, menos dependente do crédito e que tira proveito da melhora da renda real provocada pela queda da inflação.
 
A leitura é de que muitos consumidores só vão conseguir trocar de carro dentro de um ano e comprar um apartamento em 2019, mas já começam a adquirir eletrodomésticos e roupas.
 
Especialistas consideram que muitos desses papéis de empresas de varejo ainda têm espaço para ganhos. Ricardo Peretti, da Santander Corretora, chama a atenção para o fato de que há algumas empresas com cotações ainda relativamente baratas, como Americanas, Hering e Carrefour, pelas quais o interesse do investidor pode ser maior.
 
Levantamento feito pelo Valor Data mostra que a receita dessas empresas teve uma clara recuperação nos últimos trimestres, desempenho que contrasta com companhias que reagem mais diretamente a investimentos, como bens de capital e siderurgia, ou das incorporadoras, que dependem da capacidade de endividamento de longo prazo do consumidor.
 
Ações ligadas a varejo disparam em meio à retomada do consumo
No momento em que a bolsa de valores brasileira ganha impulso e o Ibovespa rompe níveis históricos, ações de companhias de varejo básico e consumo discricionário - eletrodomésticos, vestuário e alimentação - ganham destaque. O movimento é coerente com a dinâmica de recuperação da economia, que vem sendo puxada pelo consumo, e não pelo investimento, o que faz com que essas empresas continuem no foco dos gestores, mesmo depois de valorizações expressivas nos últimos meses.
 
A queda da taxa de juros e a retomada, ainda que gradual, do crescimento econômico compõem a equação que provocou a recente recuperação da bolsa e mantém boas perspectivas para as ações. Mas, para analistas ouvidos pelo Valor, essa retomada beneficia primeiramente empresas que atendem ao consumo de menor valor, menos dependente do crédito e que tira proveito da melhora da renda real provocada pela queda da inflação.
 
A leitura é de que o consumidor só vai conseguir trocar de carro dentro de um ano e comprar um apartamento em 2019, mas já começa a gastar com eletrodomésticos ou roupas. Comportamento esse que beneficia empresas como Lojas Americanas, Lojas Renner, Natura e Pão de Açúcar, que fazem parte do Ibovespa. Mas também Marisa, Carrefour, Hering, Arezzo, Magazine Luiza e Guararapes, dona da Riachuelo.
 
Todas essas ações acumulam forte alta este ano, superando, inclusive, o Ibovespa, com valorização de 23,76% no período. O caso mais impressionante é o de Magazine Luiza, cuja ação avançou 422,6%. Entre outros exemplos emblemáticos, estão Guararapes, com alta de 130%, e Arezzo, cujo papel já subiu 124,6%.
 
Ainda assim, para especialistas, muitas dessas ações ainda têm espaço para ganhos adicionais. Em relatório de julho deste ano, o Bradesco BBI apontava trajetória crescente para a Magazine Luiza diante da perspectiva de resultados ainda fortes, ganho de participação de mercado e de rentabilidade.
 
Já Ricardo Peretti, da Santander Corretora, chama a atenção para o fato de que há algumas empresas relativamente mais atrasadas, pelas quais o interesse do investidor pode ser maior. Ele destaca Lojas Americanas, que acumula alta de 24,3% no ano - pouco acima do Ibovespa -, Hering (+98%) e Carrefour, que desde a estreia na bolsa, em 20 de julho, sobe 11,41%, abaixo do índice (14,78%).
 
Levantamento feito pelo Valor Data mostra que a receita líquida somada de 13 empresas ligadas ao varejo teve uma clara recuperação ao longos dos últimos trimestres, desempenho que contrasta com o de companhias que reagem mais diretamente a investimentos, de setores como bens de capital e siderurgia, ou das incorporadoras, que dependem da capacidade de endividamento de longo prazo do consumidor.
 
O bom desempenho está refletido nos dados divulgados ontem pelo IBGE, que confirmam que a recuperação do varejo observada no segundo trimestre tem continuidade. Em julho, as vendas ficaram 1,7% acima da média do segundo trimestre. Isso reforça que o setor continua sendo a principal força motriz para a retomada da atividade brasileira na segunda metade do ano, assim como aconteceu no semestre passado.
 
"Companhias e setores mais conectados com a economia, como consumo discricionário e bens de capital, podem contar com revisões para cima das estimativas de lucro por ação conforme o crescimento econômico seja incorporado aos preços", dizem os analistas do Bank of America Merrill Lynch (BofA) Felipe Hirai e Nicole Inui, em relatório. Eles explicam que a expectativa é que haja crescimento das receitas para o setor de varejo em 2017 e 2018, enquanto as vendas no conceito mesmas lojas, isto é, unidades abertas há pelo menos um ano, também devem registrar expansão de 6,2% este ano e 6,4% em 2018, ante 2,3% registrados em 2016.
 
Peretti, da Santander, confirma que o cenário macroeconômico - inflação baixa, juros em queda, crescimento do salário médio e redução do endividamento das famílias - dá suporte à perspectiva positiva para o consumo e para a própria atividade. "Varejistas são as primeiras a responder", afirma o analista. "Essa dinâmica é importante para todos os segmentos da economia, mas o tíquete médio é um pouco menor nas empresas de varejo, o que significa que a necessidade de crédito do setor é menor do que para os demais."
 
Para Ivo Chermont, economista-chefe da gestora Quantitas, o menor endividamento das famílias deve colaborar ainda mais para a renda disponível para gastos básicos e discricionários. "E isso vai melhorando à medida que os juros forem caindo", diz.
 
A ata do Copom confirmou que a Selic vai continuar em queda, ainda que em um ritmo mais lento. E a maior parte dos economistas acredita que a taxa possa fechar o ano em 7%, abaixo da mínima histórica, de 7,25%.
 
Analistas têm citado as incertezas políticas, que ganham intensidade com a aproximação da eleição presidencial, como um elemento de risco para a continuidade desse cenário favorável para atividade e, consequentemente, para o mercado de ações. Somente com a confirmação da continuidade da agenda de reformas depois de 2018 é que o investimento deve ganhar tração. "Para o crescimento [da economia e das empresas] ser sustentável, vale frisar que precisamos que os investimentos aumentem também. Para isso, além da menor taxa de juros, é fundamental a reorganização fiscal do Brasil. Se não conseguirmos isso, podemos voltar a andar para trás", pondera Chermont prisão, o que não tem respaldo na Constituição. O Senado tem que deliberar sobre isso — disse Gilmar, acrescentando: — Temos que evitar o populismo constitucional, institucional. Devemos nos balizar pela Constituição. Quando começamos a reescrever a Constituição, é preocupaPnte.A traição original- Editorial: O Estado de S. PauloMadri intervém e põe nas urnas destino da Catalunha – Editorial: Valor EconômicoFernando Henrique Cardoso*: Hora de decidirGoverno mostrou que não está imobilizado – Editorial: Valor Econômico
 
 
Nomeação infeliz – Editorial | Folha de S. Paulo
Em episódio que marcou os estertores do governo petista, a ex-presidente Dilma Rousseff anunciou a escolha de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, para a chefia da Casa Civil.
 
Como ficou mais que evidente à época, tratava-se de manobra que tinha como um de seus objetivos garantir foro privilegiado ao ministro recém-nomeado, em cujo encalço estava a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba.
 
Eis que agora o Palácio do Planalto, sob o comando de Michel Temer (PMDB), decide conceder status ministerial a Moreira Franco, peemedebista citado ao menos 34 vezes em delação premiada de um ex-dirigente da construtora Odebrecht.
 
Há que se guardar, por óbvio, as proporções entre as circunstâncias, os personagens envolvidos e as consequências esperadas em um e outro caso. Mas o eventual sentido administrativo da medida de Temer permanece muito menos visível que o benefício concedido ao correligionário.
 
Moreira Franco é um dos auxiliares mais próximos ao presidente. Ocupava o cargo, estratégico para a política econômica, de secretário-executivo do Programa de Parceria em Investimentos (PPI), ao qual cabe desfazer os gargalos no setor de infraestrutura.
 
Assumirá a recriada Secretaria-Geral da Presidência, à qual estará subordinado o mesmo PPI, além das estruturas de comunicação, administração e cerimonial.
 
Sobre ele pesa a suspeita —que evidentemente ainda precisaria ser corroborada por provas— de ter auferido propinas, sob o codinome "Angorá", para fazer avançarem os interesses da empreiteira quando era ministro da Aviação Civil do governo Dilma.
 
Boas razões embasam o princípio do foro privilegiado —pelo qual ministros de Estado, entre outras autoridades de primeiro escalão, só podem ser processados e julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Trata-se de uma proteção contra a litigância de má-fé por parte de inimigos políticos.
 
A garantia constitucional, entretanto, não pode se converter em atalho para a impunidade, o que muitas vezes ocorre devido ao acúmulo de processos que se arrastam no STF.
 
Como revelou uma pesquisa efetuada por este jornal, em novembro passado havia nada menos que 362 inquéritos e 84 ações envolvendo profissionais da política na corte.
 
Por ineficiência geral da Justiça e chicanas jurídicas dos interessados, o foro é visto com desconfiança pela opinião pública. Quaisquer que tenham sido seus propósitos, a nomeação infeliz anunciada por Michel Temer acaba por contribuir para essa imagem nega
 
Rezemos juntos a oração de São Francisco
 
Senhor, fazei de mim um instrumento da Vossa paz.
 
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe.
É perdoando que se é perdoado.
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

 

Celso Ming: São as incertezas, senhores
- O Estado de S.Paulo
 
O País está imerso em indefinições e isso ameaça, outra vez, empacar a vida econômica.
 
Uma dessas indefinições tem a ver com o tratamento a ser dado ao rombo crescente da Previdência Social (veja gráfico ao lado). Até quem pensa com apenas dois neurônios sabe que à frente há um abismo e, depois do abismo, o imponderável.
 
Ou sai imediatamente a reforma ou ficará mais perto o dia em que o Brasil inteiro se transformará num gigantesco Rio de Janeiro, onde os salários estão atrasados, o 13.º deste ano ficará para quando der e as aposentadorias, se chegarem, chegarão no pinga-pinga – e, obviamente, num cenário em que a bandidagem ganhará mais campo aberto.
 
O astral da economia tinha melhorado porque, embora lenta e insegura, a recuperação vinha dando bons sinais. Mas essa recuperação da confiança se baseia numa aposta: na de que pelo menos alguma coisa da reforma da Previdência viria antes das eleições. Não seria a virada definitiva do jogo hoje perdedor; seria apenas o primeiro passo de muitos que ainda terão de ser dados para reequilibrar as finanças da Previdência Social.
 
E foi com base nessa aposta que os investimentos reapareceram, que a Bolsa avançou em setembro e outubro e que outras aplicações de risco passaram a ser consideradas viáveis nos mercados, não só no financeiro.
 
Mas bastou que o presidente da República admitisse publicamente que a reforma poderia ficar para depois, para que fosse colocado em dúvida o sucesso da aposta sobre a qual se apoiou boa parte da retomada da confiança e para que o azedume se reinstalasse em todos os setores da economia.
 
Ainda há aqueles que não acreditam na aritmética. São os que se aferram a pretensos direitos adquiridos, aqueles para os quais pagamento de aposentadoria é cláusula pétrea. Não é, senhoras e senhores. Não há mais milagres da multiplicação dos pães e dos peixes. É a receita que define a despesa, e não o contrário. Nas condições atuais, não há pagamento futuro garantido de aposentadorias e pensões.
 
Quanto ao projeto de reforma da Previdência propriamente dita, estamos diante de duas hipóteses. Ou se aprova uma parcela das propostas em discussão, talvez apenas a imposição de idade mínima para aposentadoria; ou não se aprova nada. No primeiro caso, será um passo insuficiente para devolver a confiança no futuro das contas públicas, mas, pelo menos, será um passo na direção correta.
 
Se a reforma for rejeitada ou se o projeto continuar indefinidamente encalhado em Brasília, o risco de novo desastre será muito alto. O País ficará sujeito a aumento de impostos ou, simplesmente, ao calote da dívida pública, algo que, antes mesmo das agências de classificação de risco, o mercado financeiro se encarregará de prever.
 
Para quem tem um dinheiro aplicado no mercado financeiro, este cenário confuso imporá novas incertezas. A derrubada da inflação e dos juros empurra o aplicador para as opções de risco e, no entanto, diante desse céu exposto a turbulências, como se conformar com retorno cada vez mais baixo das aplicações financeiras?
 
 

 

 
 

PARCERIA ESTRATÉGICA

Resultado de imagem para unisinos logomarca

 

observador-ja-nas-bancas

 

 

 

Resultado de imagem para domradio.de

 

 

 



Contato

Jornalista Josenildo Melo

Teresina - Piauí - Brazil

WhatsApp : 86 99513 2539


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!