A Igreja Católica e a contemporaneidade

14/07/2015 22:51

Por Josenildo Melo

                             A IGREJA CATÓLICA E A CONTEMPORANEIDADE

            Silenciosamente a Igreja Católica avança e recupera rapidamente o seu espaço em todos os campos da sociedade brasileira; sobretudo novamente na ótica espiritual e educativa; pode está calculando erroneamente quem pensa que se tornou deus e governará sem apoio das grandes instituições. O mundo ocidental é essencialmente católico e nos últimos anos a Igreja vem intensificando o trabalho ideológico via as mais modernas mídias existentes no país!

            O termo “católico” significa global em grego. A Igreja Católica elaborou sua doutrina ao longo dos concílios a partir da Bíblia, comentados pelos Pais e pelos doutores da Igreja. Ela propõe uma vida espiritual e uma regra de vida aos seus fiéis inspirada no Evangelho e definidas de maneira precisa. Regida pelo Código de Direito Canônico, ela se compõe, além da sua muita bem conhecida hierarquia ascendente que vai do diácono ao Papa, de vários movimentos apostólicos, que comportam notadamente as ordens religiosas, os institutos seculares e uma ampla diversidade de organizações e movimentos. Desde o dia 13.03.2013, a Igreja Católica encontra-se sob a liderança do Papa Francisco.     O Jesuíta Papa Francisco sabe bem o que faz!

            O ser humano moderno e contemporâneo continua acreditando que o contexto comunitário vivenciado principalmente aos domingos ao participar da Santa Missa recarrega as baterias e dar força para enfrentar aguerridamente a semana de lutas e batalhas. Ultimamente as Igrejas Católicas se modernizam no quesito conforto e melhor acolhida. Várias Igrejas já se climatizaram e esforçadamente fazem bom uso de equipamentos modernos e audiovisuais que possibilitam uma liturgia correta e bem mais participativa em termos de acompanhamento.

            O mundo católico é um mundo vasto e amplo; vai além de uma participação distante, sobretudo com O Jesuíta Papa Francisco. A formação de um sacerdote hoje vai além da filosofia e da teologia; enquanto algumas igrejas relaxam na formação, a Igreja Católica intensifica o aprendizado na certeza de que o sacerdote é um ser humano em contínua e permanente formação. O espírito santo de Deus é quem realmente conduz a santa madre Igreja Católica!

            Segundo o professor Felipe Aquino, doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI, nenhuma instituição humana sobreviveu a tantos golpes, perseguições, martírios e massacres durante 2000 anos; permanecendo intacta; e nenhuma outra instituição humana teve uma sequência ininterrupta de governantes. Eram 12 apóstolos, hoje, são cerca de mais de 5.000 Bispos, seus sucessores. O Jesuíta Papa Francisco comanda este exército de forma unida! O professor Felipe Aquino já escreveu 72 livros de formação.

            Podemos dizer que humanamente falando, a Igreja Católica,como começou,tinha tudo para não dar certo. Ao invés de escolher os “melhores” homens do Seu tempo, generais, filósofos gregos e romanos, etc.; Jesus Cristo preferiu escolher doze homens simples da Galiléia, naquela região desacreditada pelos próprios Judeus. “Será que pode sair alguma coisa boa da Galiléia?” Natanael perguntou a Filipe. A Igreja Católica valoriza a humildade!

            Jesus Cristo escolheu os fracos e pequenos, exatamente para deixar claro a todos os homens, de todos os tempos e lugares, que a Igreja é uma instituição divina, que cresceria e viveria pelo poder de Deus, mais do que pela ação dos homens, e apesar dos seus pecados. E sempre foi assim. Sempre que a Igreja Católica parecia sucumbir nas tormentas do mundo, surgia uma força invisível que a sustentava e reerguia; na maioria das vezes aconteceu pela ação dos santos, os gigantes da Igreja. Que renomado intelectual ainda não leu Santo Agostinho?

FRASE: "Onde não há caridade não pode haver justiça." Santo Agostinho.

             A tolerância, humildade, caridade, organização administrativa, alfabetização em larga escala, guarda e respeito pelo conhecimento, o legado do latim e do canto gregoriano, os direitos humanos, a organização da união europeia, o clamor contínuo pela paz mundial e outros demais temas são frutos da luta/organização católica e cristã apesar dos céticos apenas proliferarem adjetivos desqualificadores à atuação dos católicos e dos cristãos. A Igreja Católica Apostólica Romana acordou novamente e avança silenciosamente no mundo moderno e contemporâneo!

           

 

Josenildo Melo é Católico. Assistente Social e Jornalista. Estudante de Direito.