Alckmin: ‘Lula é o retrato do PT, sem compromisso com a ética’

31/01/2016 09:13

Ex-presidente rebate e cita denúncias sobre metrô de SP e merenda

 

- O Globo


O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que Lula é o retrato do PT, “sem ética, sem limites”. O ex-presidente rebateu. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou ontem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “o retrato do PT”, partido “sem compromisso com as questões de natureza ética”, segundo ele. A declaração foi feita quando o tucano comentava as investigações do Ministério Público sobre o apartamento tríplex no Guarujá, construído e reformado pela empreiteira OAS, que teve dirigentes condenados na Operação Lava-Jato, e sobre o sítio em Atibaia que seria frequentado pelo petista.

O Lula é PT, o Lula é o retrato do PT, partido envolvido em corrupção, sem compromisso com as questões de natureza ética, sem limites. É muito triste o que estamos vendo, e o que a sociedade espera é que seja apurado com rigor e que se faça justiça — disse Alckmin, que comentou a investigação num evento de entrega de carros para as polícias Militar e Civil.

 

O Brasil sempre teve, lamentavelmente, impunidade com o crime do colarinho branco. O Brasil está dando um salto importante, é doloroso, mas é necessário — acrescentou o governador.

 

Poucas horas após tomar conhecimento das declarações do tucano, o ex-presidente rebateu Alckmin por escrito. A assessoria do Instituto Lula divulgou nota e disse que o governador deveria explicar os escândalos em São Paulo.

 

Seria mais proveitoso para a população de São Paulo se o governador explicasse os desvios nas obras do metrô e na merenda escolar, a violência contra os estudantes e os números maquiados de homicídios no estado, ao invés de tentar desviar a atenção para um apartamento que não é e nunca foi de Lula”, diz a nota.

 

O presidente do PT, Rui Falcão, também citou o escândalo da merenda em seu perfil no Twitter: “Em vez de atacar Lula, o Alckmin deveria cuidar do governo dele, que tira comida da boca das crianças”.

 

Lula deve depor no dia 17

O ex-presidente e a mulher dele, Marisa Letícia, deverão depor no próximo dia 17 sobre o caso do tríplex no Guarujá, segundo informou o promotor do caso, Cássio Conserino. O promotor já tomou depoimentos de testemunhas que revelaram a presença de Marisa supervisionando a obra. Todo o apartamento foi reformado pela OAS em obra que teria custado R$ 777 mil, segundo um sócio da Talento Engenharia, contratada pela construtora. A OAS teria pagado até mesmo eletrodomésticos da cozinha do tríplex.

 

Na investigação do Ministério Público de São Paulo sobre as irregularidades no fornecimento de alimentos para merenda, o secretário de Transportes de Alckmin, Duarte Nogueira, e o ex-chefe de gabinete da Secretaria da Casa Civil Luiz Roberto dos Santos, conhecido como Moita, foram acusados de envolvimento.

 

Outros petistas reagiram às críticas de Alckmin. O vice-líder do governo na Câmara, Paulo Teixeira (PT-SP), afirmou:

 

Essa posição do Alckmin revela a hipocrisia tucana neste momento em que o governo dele está envolvido no profundo escândalo da merenda escolar. Ele não tomou nenhuma providência para apurar seus escândalos e afastar os envolvidos, e atira pedra no adversário. Na verdade, ele tenta mudar o foco. Realmente, a impunidade tem que acabar, e os que estão envolvidos com a merenda escolar em São Paulo devem ser punidos.

 

Para Teixeira, Lula está sofrendo ataques de agentes do Estado e da mídia sem que haja acusação formal contra ele.


 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!