Câmara mantém boquinha para apaninguados

02/11/2015 11:51

FALTA APURAR PAPEL DO CITI NA COMPRA DE PASADENA
As investigações da força-tarefa da Operação Lava Jato e da CPI da Petrobras não se debruçaram sobre um personagem importante na compra superfaturada, pelo Brasil, da refinaria de Pasadena, localizada no Texas, nos Estados Unidos. Trata-se do Citibank, banco dos EUA que recomendou o negócio. Avaliada por US$ 42,5 milhões, a refinaria escandalosamente superfaturada custou US$ 1,33 bilhão ao Brasil.

NEGOCIATA
A negociata de Pasadena foi na época em que o Citi e Daniel Dantas, o banqueiro, uniram-se para tentar controlar uma empresa de telefonia.

ANTIGOS PARCEIROS
O banqueiro Daniel Dantas era parceiro do banco americano Citibank e dos fundos de pensão de estatais para comprar a TeleNorte Leste.

CITI SABIA
O Citigroup, controlador do Citibank, foi contratado pela Petrobras para vender a refinaria de Pasadena em 2013.

PREJUÍZO GARANTIDO
A Petrobras confirmou ofertas, através do Citibank em 2013, entre US$ 200 e US$ 250 milhões pela refinaria. Mas “não aceitou o prejuízo”.

CÂMARA MANTÉM BOQUINHA PARA APANIGUADOS
A crise financeira não afetou os apadrinhados de deputados federais. Em ano de arrocho fiscal, a Câmara não abre mão de um batalhão de funcionários comissionados, nomeados sem concurso. No total, são 1.636 “cargos de natureza especial” (CNE), com salários que chegam a R$ 17 mil, distribuídos entre as lideranças, secretarias e a presidência da casa. Cada deputado tem direito a 25 secretários parlamentares.

BOQUINHA GULOSA
A Câmara paga a 10.347 secretários parlamentares, não concursados. Todos são indicados e muitos nem aparecem para trabalhar.

BOQUINHA GULOSA 2
Os partidos com maiores números de comissionados são: PT, PMDB e PSDB. Juntos, as três lideranças têm mais de duzentos.

NEM VÃO FAZER FALTA
São 3.342 concursados na Câmara, além de 3.096 terceirizados. Estima-se que um terço desse contingente se aposentará até 2.020.

BRASIL SEM GOVERNO
Mais que irritação, provocou certo pânico no Palácio do Planalto a entrevista do ministro Marco Aurélio, à revista IstoÉ, reconhecendo que “não há governo” no Brasil. O ministro do Supremo Tribunal Federal lidera a campanha “Banho de Ética”, do Instituto Uniceub de Cidadania.

FARRA DO BNDES
O presidente da CPI do BNDES, Marcos Rotta (PMDB-AM), está preocupado com os empréstimos internacionais do banco. “Precisamos encontrar mecanismos para barrar o tráfico de influência”.

VAI CAIR ACOMPANHADO
Deputados da oposição e governo estão em pânico com os sinais do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de que não tem a “menor intenção” de “cair sozinho” no escândalo desvendado pela Lava Jato.

ESCONDE-ESCONDE
O governo parou de divulgar a conta dos “cartões corporativos”, usados até para pagar motel de ministros. Até agosto: R$ 35 milhões. Agora o governo esconde até o total de gastos, 90% dos quais são sigilosos.

ESTÁ COMBINADO
Aliados de Dilma preferem que Eduardo Cunha seja afastado do cargo pela via judicial. Enquanto o presidente da Câmara evita abraçar o impeachment, Dilma evita abraçar o papel de articular a saída dele.

LENHA NA FOGUEIRA
A oposição vai pressioná-lo (Eduardo Cunha) para que decida sobre o impeachment até 15 de novembro”, afirma o deputado Paulinho da Força (SD-SP), aliado de Cunha e defensor ferrenho do impeachment.

BOI NA LINHA
O ministro Gilberto Kassab (Cidade) pediu a Jerônimo Goergen (PP-RS) para recuar em relação ao projeto que previa obrigatoriedade de extintor em carro. A Câmara já aprovou a urgência da proposta.

FIGURA REPETIDA
Dois personagens petistas de escândalos anteriores continuam atuando na roubalheira aos fundos de pensão, segundo o deputado Efraim Filho (DEM-PB): João Vaccari Neto e o mensaleiro José Dirceu.

PENSANDO BEM...
O governo precisa fazer outra reforma política, pois perdeu na primeira votação do pacote fiscal. O Congresso adiou a votação da DRU.

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!