Cresceu chance de Cunha aceitar impeachment

21/10/2015 22:27

Para Planalto, cresceu chance de Cunha aceitar pedido de impeachment

Por ISABELA HORTA 

Na avaliação do Palácio do Planalto, cresceu a possibilidade de o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitar um pedido de abertura de impeachment. Nos últimos dias, o peemedebista se aproximou novamente da oposição, que está deixando em segundo plano as acusações de corrupção contra ele.

Nesta quarta-feira, Cunha recebeu um novo pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff assinado pelos advogados Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. A tendência do peemedebista é demorar um pouco a dar uma resposta, avaliando como ficará sua situação política no Conselho de Ética da Câmara. Mas o governo crê que aumentou o risco de abertura de processo.

O Palácio do Planalto se prepara para agir em duas frentes. Deverá estimular um deputado federal do PT a recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) para considerar inconstitucional um pedido de impeachment, alegando que não há prova jurídica de crime de responsabilidade da presidente.

A segunda frente de ação é reunir votos na Câmara para derrotar a oposição caso falhe a estratégia via STF.

A presidente Dilma Rousseff se reuniu com ministros nesta quarta-feira para discutir o tamanho do buraco nas contas públicas de 2015.

O governo ainda está debatendo o assunto, mas, de qualquer maneira, haverá um deficit. Os valores variam de R$ 30 bilhões a R$ 70 bilhões.

Uma ala da equipe econômica defende que seja assumido um deficit maior, para lançar todos os esqueletos neste ano. É uma tentativa de começar 2016 com uma perspectiva melhor, assumindo todo o prejuízo em 2015, ano que já está perdido do ponto de vista econômico.

Dilma deve decidir em breve.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!