Crise no Brasil estampa primeira capa de Revista

30/12/2015 21:38

Crise no Brasil estampa primeira capa da "The Economist" em 2016

Hoje em Dia

Crise no Brasil estampa primeira capa da "The Economist" em 2016

A 'The Economist', revista britânica, referência entre as publicações do setor econômico no mundo, decidiu estampar em sua primeira capa de 2016 a crise no Brasil.

Com uma foto da presidente Dilma Rousseff com semblante triste e de cabeça baixa, o texto tem como título “A queda do Brasil”.

Dentre os principais destaques da matéria, estão os escândalos de corrupção em torno da Petrobras, o processo de impeachment que Dilma enfrenta e os problemas econômicos do país, vistos como “um desastre” pela revista.

Um contraponto entre o clima de grande esperança dos brasileiros com a chegada do ano olímpico e o Rio de Janeiro sediando a competição, e o que realmente é sentido pela população também é demonstrado na publicação.

A matéria cita ainda a perda do grau de investimento pela Fitch Ratings, agência de classificação de risco, a saída de Joaquim Levy do ministério da Fazenda, menos de um ano após sua chegada e a expectativa de encolhimento da economia brasileira.

Em 2015, o Brasil estampou a capa da “The Economist” em outras duas oportunidades. No mês de fevereiro, em edição para a América Latina, uma passista de escola de samba aparecia atolada em uma espécie de lodo verde. Já em setembro, com o título “Brasil decepciona, de novo”, duas matérias falavam sobre o cenário econômico, em tom preocupante.

Nos últimos anos, a revista havia mostrado positividade com o futuro da economia brasileira. Em 2009, uma reportagem mostrando o Cristo Redentor “decolando” do Corcovado, uma alusão ao crescimento do país. Porém, em 2013, o mesmo Cristo Redentor foi mostrado em uma matéria em um voo desgovernado.