Crônica: É no deserto que Deus fala ao coração

09/10/2017 04:30
Postado Por Josenildo Melo
Jornalista MTB DRT PI 01958 - Credenciado Vaticanista
 
Atualidade \ Geral
Crônica: É no deserto que Deus fala ao coração
 
Dubai (RV*) - Amigas e amigos, dede que vim trabalhar nos Emirados Árabes Unidos é normal dirigir por estradas que atravessam o deserto.  O deserto se caracteriza por ser um lugar quente, árido e solitário. Com frequência, paro em algum lugar para desfrutar a paisagem ou ficar algum tempo sentindo a sensação do quase nada. Não há água para matar a sede e, se estiver com fome, não há comida. O calor é abrasador e não há sombras para se esconder do sol.  O corpo e o espírito sentem que não há lugar para regalias e privilégios.
 
Desde os primeiros passos que damos no deserto, saímos de nossa zona de conforto. Logo surge a sensação da falta de direção. O ambiente sugere que, ficando ali por algum tempo, estaríamos sujeitos a todo tipo de escassez. A imaginação faz ver um cenário de sofrimento, angústia, de solidão, de ansiedades, dificuldades e, se estivesse com alguns amigos, com certeza, não faltariam as murmurações.
 
Contudo, mesmo sendo um espaço de carências, o deserto é um lugar de aprendizado e crescimento, abrindo a mente e o coração a outras realidades essenciais para um ser humano. Acostumados à fartura, prazer e conforto, aprendemos como seríamos pobres sem assumir que o homem não viverá só de pão, mas de tudo que sai da boca do Senhor.
 
Habituados à intensa vida social, distraídos por todo tipo de sons e barulho, existe o perigo de que a vida se desenvolva somente na periferia do ser humano.  No deserto o silêncio nos envolve, permitindo que entremos nas profundezas do nosso ser e mergulhemos no infinito para conquistar a felicidade.
 
As melhores decisões, os diálogos produtivos e as inspirações mais belas acontecem durante as horas de silêncio, de deserto. O profeta Oseias que tinha uma esposa a quem muito amava, mas era terrível e depravada disse: “Portando, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, lá lhe falarei ao coração" (Oseias 2, 16). Reconquistou sua amada no deserto.
 
A aridez e a solidão do deserto se transformam em terra fértil e ambiente propício para descobertas para uma vida mais completa e feliz.
 
 
*Missionário Pe. Olmes Mliani C S, das Arábias para a Rádio Vaticano
 
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!