Delcídio diz que Cerveró foi indicação de Dilma

28/11/2015 09:28

Mônica Bergamo – Folha de S. Paulo

 

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) disse em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público que Nestor Cerveró foi nomeado ex-diretor da área Internacional da Petrobras por indicação de Dilma Rousseff. Na época, ainda no governo Lula, ela era ministra de Minas e Energia.


Segundo Delcídio, a presidente conhecia Cerveró desde a época em que ela ocupou a Secretaria de Energia do Rio Grande do Sul.

 

Ele conhece bem Cerveró, que integrou sua equipe na época em que ele era diretor de Gás e Energia da Petrobras, no governo de Fernando Henrique Cardoso.

 

Delcídio também citou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no depoimento. Ele foi questionado sobre a referência que fez a Cardozo em uma conversa gravada por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras.

 

No diálogo, o senador afirma que Cardozo comentou com ele que o empreiteiro Marcelo Odebrecht seria solto em pouco tempo.

 

Delcídio afirmou que o ministro apenas deu um palpite numa conversa que inclusive girava sobre outro tema.

 

Outro lado

Em nota, o Palácio do Planalto declarou que a presidente Dilma "nunca consultou o senador Delcídio do Amaral ou qualquer outra pessoa acerca da nomeação de Nestor Cerveró para a diretoria da Petrobras".

 

Disse que ela não participou dessa indicação. "Aliás, como é público e notório, a presidente da República não manteve relações pessoais com Nestor Cerveró, seja antes ou depois da sua designação para a diretoria da Petrobras"