'Falo o que eu quiser, não aluguei meus discursos', afirma Robert Rios

04/08/2015 16:04

Nunca precisei puxar o saco e nem roubar”, comentou Robert Rios.

 

O deputado Robert Rios (PDT) subiu à Tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi), para falar sobre o bulliyng. Segundo o deputado o líder do Governo da Casa, o deputado João de Deus, o chamou de incompetente durante entrevista em uma televisão do Estado. “O líder disse em um canal de televisão que eu sou incompetente. Fui o melhor aluno de todas as escolas em que passei, tenho mais de um curso superior, falo vários idiomas, me elegi três vezes deputado, e o deputado que me acusa não se elegeu. Está aqui, como deputado do governador Wellington Dias,  e que foi chamado pelo Governo pela quarta suplência, para ser o líder do Governo. Nunca precisei puxar o saco e nem roubar”, comentou Robert Rios.

O parlamentar lembrou também da primeira prisão de José Dirceu e da visita de políticos a preso político, lembrou da “vaquinha” feita por amigos de Dirceu, para pagar a multa do ex- ministro. Robert disse que também foi chamado de “debochado” e retrucou que quem é debochado é quem defende corrupto, quem trai os movimentos sociais e quem não tem altivez no mandato. “Entendo a vulnerabilidade de um mandato sustentado pelo Governo. Falo o que eu quiser, não aluguei meus discursos. Não sou contra o governador Wellington Dias, que fez coisas boas, pelo Piauí”.
 
GOVERNO LULA E WELLINTON DIAS -  O deputado Robert Rios lembrou também do primeiro governo do ex-presidente Lula, que segundo ele, foi magnífico e diferente, mas que no momento em que precisou fazer alianças, acabou o governo. O mesmo medo, diz o deputado, ele tem em relação ao governado Wellington Dias, no que tange as alianças, que o governador vem fazendo.
 
“O governador encheu o governo de grifes e de pessoas do passado e as trouxe de volta, e elas estão mandando e sucateando o Estado”, acrescentou. O deputado estadual Robert Rios Magalhães também lembrou das primeiras campanhas do governador Weellington Dias, em que ele esteve presente e participou do governo e que depois disso, votou contra tudo e contra todos, para apoiar o governo. O parlamentar apontou mais uma vez, a crise instalada no país e mais especificamente, no Piauí e disse que é uma crise nunca antes, vista em toda a história do Piauí.
 

APARTE - O deputado Evaldo Gomes (PTC) pediu aparte para se solidarizar com as palavras do deputado Robert Rios e relatou que também se sente angustiado em relação a situação vigente no país e no Piauí. “Mas não tem angústia que não possa ser resolvida. “Cada deputado escolhe seu caminho de ser oposição ou situação. Mas não é justo, que um deputado esteja no governo e queira usara a máquina pública, para passar por cima dos outros. Tem deputado tentando “tratorar” a base da oposição. Tem deputado convidando deputado, para deixar a oposição e se isso voltar a acontecer, da próxima vez, subo na tribuna e digo o nome do deputado. Quero dizer que não posso permitir que um deputado da base aliada do Governo, chegue a base da oposição, para humilhar os demais deputados”, resumiu Evaldo Gomes.

 
Robert Rios encerrou sua fala dizendo que no parlamento da Alepi existe todo tipo de gente. “Aqui só não tem gente besta. Os “abestados’ ficaram lá fora. A oposição não está pedindo cargos de DAS, obras para beneficiar seus municípios, mas tem algo que queremso pedir, que é respeito. Nenhum deputado gosta de ser chamado de incompetente”, finalizou.
 
Com informações de Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles
 
 
Fonte: Site da Alepi: www.alepi.pi.gov.br