Força Democrática das Ruas

17/08/2015 10:15

Por Josenildo Melo

                                                           Força Democrática das Ruas

            O Brasil acorda um pouco mais democrático? Sem dúvidas nenhuma as pessoas que foram às ruas do país são em sua essência democráticos e realmente conhecedores da realidade sócio-econômica e política; a grande maioria é pertencente à classe média brasileira. Independentemente de classe social as pessoas foram às ruas. E qual o recado das ruas? A certeza de que não mostrar a realidade não vale a pena; o recado das ruas é o de que simplesmente dizer que é golpe não condiz com a realidade de fatos e acontecimentos.

            O posicionamento dos setores da sociedade organizada foram pacíficos e mostrou mais uma vez a força da consciência via estudos e noção concreta da realidade. Determinados políticos virem a público não admitindo erros e taxando o povo consciente que foi às ruas não vai ajudar em nada no equilíbrio institucional tão necessário neste momento. Finalmente o amadurecimento democrático começa a acontecer e não se ouviu via imprensa expressões do tipo: baderneiros e agitadores. O povo, a população independentemente de alguém determinar ou não o que o público terá acesso; a cada dia se sente livre e espontaneamente esclarecido!

            O número de pessoas nas ruas neste momento não importa; o que importa é que as pessoas foram de livre e espontânea vontade e simplesmente sem nenhum aparato profissional organizador por detrás. O povo, a população foram de livre espontânea vontade e desejando um Brasil realmente melhor. O recado das Ruas também deposita muita confiança no judiciário muito mais do que na questão política; tanto quanto que a evidência da confiança no jovem juiz Sérgio Moro foi exposta em inúmeros cartazes. Ficou público a confiança do povo e da população esperançosa muito mais na questão jurídica do que meramente política. É o povo!

                                    

            Sempre na ótica perceptiva de coletividade e respeito a tudo e a todos; os analistas começam a semana também evidenciando a forma respeitosa por parte do governo no que diz respeito a observação tranquila das manifestações e a ênfase ao aspecto relevante da democracia e das formas de manifestações democráticas em total sintonia com a modernidade. E todos pensam assim? Alguns políticos desinformados e que sempre atuam de forma defensiva não conseguiram conter o ímpeto manipulador e controlador e expuseram pensamentos discriminatórios e totalitários? Muitos; só que assim tanto quanto o mundo, o Brasil não aceita mais o Poder pelo Poder! Ganhou e ganhará cada vez mais politicamente com o episódio democrático das ruas quem cada vez mais reconhecer humildemente a legitimidade do povo!

            Em síntese, a voz expressada nas ruas no domingo, dia 16 de agosto de 2015 também poderá ser sentida nas rodadas de conversas políticas que a partir de agora se acentuarão mais ainda. E o que o trabalhador simples e comum ganha com isso? Infelizmente o poder manipulatório de descrença na democracia e em sua força democrática ainda é mediano; mas não mais tão suficiente pra descontextualizar o momento crítico em que vive a sociedade organizada. Depois da internet quem perde é quem fica de fora destes grandes momentos de civilidade. As organizações Globo começam até mesmo a detectarem real crescimento de imagem perante as cabeças pensantes do país por se posicionar em sintonia com a intelectualidade. Censurar, impedir, não deixar simplesmente veicular informações sobre a realidade não vai impedir ou conter algo; pode é até agravar a situação. Eis a realidade da vida!

            Pensar coletivamente está na moda! O amadurecimento democrático é essencial; a cultura da liberdade e da dissipação dos medos faz bem a tudo e a todos. A certeza da convivência com o pensar diferente e plural é a certeza de maturidade humana e política. Futebol, Religião e Política são temas relevantes e discutíveis. A cada manifestação popular o nosso país quebra paradigmas enraizados e cresce contextualmente no sentido político!

 

Fonte: Artigo publicado no conceituado e influente Portal AZ

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!