Grupo RBS vende operações de mídia em SC

07/03/2016 17:56

Grupo RBS vende operações de mídia em Santa Catarina, incluindo TV e jornais

Os empresários Lírio Parisotto e Carlos Sanchez são os novos detentores da marca 

  • DA REDAÇÃO – Gazeta do povo

 

O Grupo RBS anunciou nesta segunda-feira (7) que está deixando Santa Catarina. A empresa de comunicação vendeu suas operações de televisão, rádio e jornal que atuam sob a marca no estado e, a partir de agora, vai passar a atuar somente no Rio Grande do Sul, estado de origem da companhia.

 

A operação da RBS em Santa Catarina foi vendida para os empresários Lírio Parisotto e Carlos Sanchez, do Grupo NC, juntamente com outros investidores. Lírio Parisotto atua na área de mídia por meio da empresa Videolar e no setor de petroquímica a partir da Innova. Já Carlos Sanchez é controlador da companhia farmacêutica EMS, hoje sob guarda-chuva do Grupo NC.

O valor do negócio não foi informado pela RBS. No entanto, antes mesmo da venda ter sido oficializada, informações veiculadas na imprensa gaúcha estimavam que o negócio girasse em torno de R$ 700 milhões.

Mudanças

Em comunicado oficial divulgado pelo Grupo RBS, foi divulgado que o atual diretor-geral de Televisão em Santa Catarina, Mário Neves, será o presidente da empresa. Os profissionais do grupo foram informados sobre o negócio nesta segunda, durante uma reunião na sede da RBS, em Florianópolis.

Os investidores destacaram que a gestão dos negócios seguirá normalmente e a independência editorial será mantida. Ressaltaram, ainda, que a decisão é resultado da crença de ambos no enorme potencial do estado de Santa Catarina e na indústria da comunicação”, afirma a nota.

Segundo a RBS, a venda das operações catarinenses ainda terá de passar pelo crivo do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o processo de transição pode durar até dois anos.

Estrutura

Fundada em 1957 no Rio Grande do Sul, a RBS chegou a Santa Catarina há 37 anos. O grupo possui emissoras afiliadas à TV Globo no estado, além da Rádio Atlântida e CBN Diário.

Veículos

 

Em matéria divulgada no jornal Diário Catarinense, a RBS afirma que o acordo para a aquisição inclui as emissoras RBS TV em Florianópolis, Blumenau, Joinville, Centro-oeste, Chapecó e Criciúma, os jornais Diário Catarinense, Hora de Santa Catarina, A Notícia e Jornal de Santa Catarina e as rádios CBN Diário, além das emissoras da Itapema e Atlântida em Santa Catarina.

 

A RBS mantém atualmente quatro jornais impressos em Santa Catarina: o Diário Catarinense e o Hora de Santa Catarina (ambos com sede em Florianópolis), o Jornal de Santa Catarina (com sede em Blumenau) e A Notícia (de Joinville).

 

A RBS orgulha-se de ter criado milhares de empregos no Estado e dos investimentos para levar informação e entretenimento de qualidade ao público. A atuação em rede promoveu Santa Catarina para o país e deixou gaúchos e catarinenses ainda mais próximos. A empresa, seus colaboradores e acionistas são muito gratos por tudo que aprenderam com os catarinenses. Uma relação fraterna que jamais será rompida”, escreve o Grupo RBS, ao fim do comunicado.

 

  • DA REDAÇÃO – GAZETA DO POVO