Herdeira doa R$ 500 mil para Lula, diz jornal

11/08/2017 17:33
Herdeira do Credit Suisse doa R$ 500 mil para Lula, diz jornal
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursa em seminário em Brasília, dia 24/04/2017
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Ueslei Marcelino/Reuters)
 
Segundo a Folha de S. Paulo, o apoio financeiro é uma resposta ao bloqueio dos bens do ex-presidente, ordenado pelo juiz Sergio Moro
 
Por Valéria Bretas
 
São Paulo –  A herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, afirmou ao jornal Folha de S. Paulo que fez uma doação pessoal no valor de 500 mil reais em dinheiro, joias e objetos de valor ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo ela, o petista pode usar os recursos “conforme as necessidades dele”.
 
Segundo informações publicadas nesta sexta-feira (11),  Roberta decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao petista depois que o juiz Sergio Moro bloqueou os bens do ex-presidente e estabeleceu uma multa de 16 milhões de reais no âmbito da Operação Lava Jato.
 
Ainda de acordo com a publicação, se convidada, a herdeira do banco suíço estaria disposta a participar da caravana de Lula pelo país. A viagem deve começar no dia 17 de agosto pela Bahia e levará 21 dias até chegar ao Maranhão.
 
Ao jornal ela também afirmou que pretende se lançar candidata a deputada estadual pelo PCdoB na disputa eleitoral de 2018.
 
Entenda
 
No último dia 12 de julho, Lula foi condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá, investigado na Lava Jato.
 
Em sua sentença, o juiz estabeleceu multa de 16 milhões de reais ao ex-presidente que, segundo a denúncia, teriam sido depositados como propina na conta bancária compartilhada entre o PT e a OAS Empreendimentos.
 
No dia 19 de julho, por ordem do magistrado, o Banco Central bloqueou 606 mil reais do ex-presidente.
 
O dinheiro estava depositado em quatro contas bancárias do petista:  397.636,09 reais (Banco do Brasil); 123.831,05 reais (Caixa Econômica Federal);  63.702,54 reais (Bradesco) e  21.557,44 reais (Itaú). Moro também confiscou três apartamentos e um terreno, todos os imóveis em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e também dois veículos.
 
 
Fonte: Revista Exame - Editora Abril
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!