Jornal inglês The Independent deixará de circular

12/02/2016 13:18

Jornal inglês The Independent deixará de circular em março

A última edição está prevista para ser publicada em 26 de março.

Grupo investirá no conteúdo editorial on-line.

Do G1, em São Paulo


Jornal britânico Independent terá sua última edição em 26 de março (Foto: Reprodução/The Guardian)

Os jornais britânicos The Independent e The Independent on Sunday deixarão de circular no final de março. O encerramento das publicações impressas foi confirmado pelo proprietário, Evgeny Lebedev, ao jornal The Guardian.

No entanto, não foi revelado se todos os 150 funcionários serão dispensados. O grupo afirmou que podem haver alguns cortes de empregos, sem fornecer detalhes, embora tenha dito ao mesmo tempo que serão criados 25 novos postos na versão digital.

A última edição do The Independent está prevista para ser publicada em 26 de março, com a última edição do Independent on Sunday em 20 de março.

 

Lebedev justificou o encerramento do jornal como uma transição para o futuro digital.

 

"A indústria de jornais está mudando, e a mudança está sendo conduzida pelos leitores", disse Lebedev. "Eles estão nos mostrando que o futuro é digital. Esta decisão preserva a marca The Independente e nos permite continuar a investir no conteúdo editorial de alta qualidade que está atraindo mais e mais leitores para nossas plataformas on-line", disse em entrevista ao jornal The Guardian.

 

"The Independent sempre foi um jornal pioneiro com um histórico de inovação", disse ele.

"Ele tem uma herança orgulhosa como primeiro título nacional de qualidade verdadeiramente independente da Grã-Bretanha. Minha família comprou e investiu pesadamente no Independent porque acreditamos no jornalismo de qualidade de classe mundial, e este movimento assegura o futuro destes valores editoriais vitalmente importantes."

 

O editor disse que o site do jornal já é rentável e espera ver as receitas crescerem 50% este ano. O número de visitas à página digital do jornal aumentou 33% nos últimos 12 meses, segundo ele.

 

Em comunicado aos funcionários, Lebedv disse que será lançado novo aplicativo de assinatura, serão abertas novas sucursais na Europa, Oriente Médio e Ásia, além de investimentos na operação nos EUA, com base em Nova York.

 

Os jornais fazem parte do grupo em poder da família Lebedev, que tem outros ativos na área de comunicação, entre eles o vespertino Evening Standard e o canal de televisão local London Live.

 

Com cerca de 60 mil vendas por dia, The Independent, nascido em 1986, é o jornal nacional atualmente menos distribuído no Reino Unido, atrás dos tabloides como Sun ou Daily Mail e títulos como The Times, The Guardian ou Daily Telegraph.

 

O grupo também confirmou a venda, sujeita a aprovação dos acionistas, do jornal "i", versão mais leve do jornal, ao grupo Johnston Press, que também deverá absorver "um número significativo de funcionários" do The Independent. A venda deverá gerar cerca de 25 milhões de libras (32 milhões de euros), segundo a imprensa britânica.