Justiça vai ouvir Youssef em inquérito sobre Pezão e Cabral

17/11/2015 07:52

Ministro do STJ autorizou mais prazo para investigar Tião Viana e Negromonte

 

- O Globo

 

- BRASÍLIA- O ministro Luís Felipe Salomão, relator da Lava- Jato no Superior Tribunal de Justiça ( STJ), determinou que o doleiro e delator Alberto Youssef preste depoimento no inquérito que investiga a suspeita de participação do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do ex- governador Sérgio Cabral, ambos do PMDB, no esquema da Petrobras. A decisão foi tomada semana passada, mas só foi divulgada pelo tribunal ontem.

 

Youssef vai prestar depoimento por videoconferência. Ele será interrogado pelo juiz Ricardo Starling Barcellos, no dia 10 de dezembro. Pezão e Cabral são suspeitos de terem recebido R$ 30 milhões em doações não declaradas para abastecer a campanha de 2010. O dinheiro teria sido entregue pelo ex- diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Os dois negam ter recebido dinheiro de forma ilícita.

 

A Polícia Federal pediu em setembro o arquivamento do inquérito que investiga Pezão e Cabral. A Procuradoria- Geral da República pediu a continuidade. Salomão não decidiu ainda.

 

O ministro autorizou também a prorrogação por 60 dias de outros dois inquéritos: contra o governador do Acre, Tião Viana ( PT), e contra o ex- ministro Mário Negromonte ( PP- BA).


 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!