Muçulmanos formalizarão convite ao Papa

19/01/2016 16:20

Muçulmanos formalizarão convite ao Papa para visitar Mesquita de Roma

Cidade do Vaticano (RV) – Na próxima quarta-feira, antes da Audiência Geral, uma delegação da Mesquita de Roma deverá formalizar ao Papa Francisco o convite para que visite o templo muçulmano da Cidade Eterna. As duas partes trabalham há cerca de dez meses para que a visita se concretize e a intenção é de que se realize no contexto do Jubileu da Misericórdia, cujo tema, como sublinhou o Santo Padre na Bula de convocação, é comum às duas fés.

Delegação muçulmana

A data da visita poderá ser acertada durante o encontro na próxima quarta-feira. Farão parte da delegação muçulmana, entre outros, o Vice-Presidente da COREIS,  Imame Yahya Pallavicini, o Diretor do Centro Islâmico Cultural da Itália – responsável pela gestão do complexo - Abdekkah Redouane, além de alguns Embaixadores e de uma representação do Conselho de Administração da Grande Mesquita. Precisamente com o objetivo de realizar a visita no contexto do Jubileu da Misericórdia, foram realizados contatos também com o Arcebispo Rino Fisichella, que é o organizador delegado do Papa.

 

Papa será o primeiro Pontífice a visitar a Mesquita de Roma

Concretizando-se a visita, o Papa Francisco será o primeiro Pontífice a visitar a Mesquita de Roma. E o evento – após aquele histórico realizado ao Templo Maior dos judeus romanos – assume uma grande valência no atual panorama mundial caracterizado pelas violências de matriz religiosa, do extremismo fundamentalista, do terrorismo, em particular de raiz islâmica. Um sinal de envergadura mundial na ótica do diálogo e da convivência pacífica, contra toda forma de radicalismo, com a imagem do Bispo de Roma ao lado de religiosos islâmicos, para lançar uma forte mensagem contra toda violência em nome de Deus. É precisamente o que o Papa deseja, colocando no centro do Ano Santo o valor da Misericórdia, comum às outras confissões monoteístas.

 

A Mesquita

 

A Grande Mesquita de Roma localiza-se na zona norte da cidade, aos pés dos Montes Parioli. É a maior mesquita do Ocidente. Construída em um terreno de 30 mil m², pode acolher até 12 mil fieis. Nos dias das principais festividades, como a Festa do Sacrifício, recebe um fluxo de 30 a 40 mil peregrinos. O templo foi projetado pelo arquiteto Paolo Portoghesi.

 

Construção financiada pela Arábia Saudita

 

Foi por vontade – e financiamento – do Rei Faysal, da Arábia Saudita, que a Grande Mesquita de Roma ganhou corpo. A construção exigiu mais de 20 anos. A doação do terreno foi deliberada pelo Conselho Municipal de Roma em 1974, mas a primeira pedra foi colocada somente dez anos após, em 1984, na presença do então Presidente da República Sandro Pertini. A inauguração realizou-se em 21 de junho de 1995.

 

As visitas dos Papas à mesquitas

O primeiro Pontífice a entrar em uma mesquita foi João Paulo II, em 6 de maio de 2001, na Mesquita de Omayyadi, em Damasco, poucos meses antes do ataque de 11 de setembro contra as Torres Gêmeas. Em 30 de novembro de 2006, por sua vez, Bento XVI rezou silenciosamente na Mesquita Azul de Istambul – a Sultão Ahmet – alvo de um recente atentado contra um grupo de turistas. Também o Papa Francisco rezou na Mesquita azul, em 29 de novembro de 2014, quando de sua visita à Turquia. Já em 30 de novembro passado, encontrou a comunidade muçulmana na Mesquita central de Koudoukou, em Bangui, capital da República Centro Africana. 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!