O avanço das redes sociais

17/07/2015 14:46

Por Josenildo Melo                                             

                                                     O AVANÇO DAS REDES SOCIAIS

                            A etimologia (gr etymología) sf Gram 1. Estudo da origem e formação das palavras de determinada língua. 2. Origem de uma palavra. A palavra avanço segundo o Dicionário da Língua Portuguesa comentado pelo Professor Pasquale. Barueri, SP: Gold Editora, 2009. Significa: (de avançar) sm 1. Impulso para a frente. 2. Adiantamento, em caminho ou em tempo. 3. Evolução, progresso. No sentido vocabular do termo Evolução e progresso acima descrito sobre a palavra avanço, procuraremos contribuir um pouco e humildemente com a reflexão escrita em título do artigo: O Avanço das Redes Sociais.

                            No Mundo percebemos e constatamos o real poder e avanço das “ferramentas” utilizadas na formação e propagação das Redes Sociais! Já não foram somente um ou dois casos de reação imediata e enfrentamento positivo das polêmicas surgidas. Não entraremos no mérito, nem relato de fatos\acontecimentos anteriormente descritos nas próprias redes, pois já dizia um grande intelectual que assunto “batido e rebatido” pode causar certo abuso em quem ler ou está começando a gostar do enorme e precioso prazer da leitura. 

                            Segundo Dulce Critelli é indiscutível o importante papel que as redes sociais desempenham hoje nos rumos de nossa vida política e privada. São indiscutíveis também os avanços que introduziram nas comunicações, favorecendo o reencontro e a aproximação entre as pessoas e, se forem redes profissionais, facilitando a visibilidade e a circulação de pessoas e produtos no mercado de trabalho. A velocidade com que elas veiculam notícias, a extensão territorial alcançada e a imensa quantidade de pessoas que atingem simultaneamente não eram presumíveis cerca de uma década atrás, nem mesmo pelos seus criadores. Temos sido testemunhas, e também alvo, do seu poder de convocação e mobilização, assim como da sua eficiência em estabelecer interesses comuns rapidamente, a ponto de atuarem como disparadoras das várias manifestações e movimentos populares em todo o mundo atual. De acordo com Dulce Critelli em artigo publicado no site carta escola a ilusão das redes sociais; o narcisismo, a superficialidade e o distanciamento, entre outras características das relações virtuais, formam pessoas cada vez mais individualistas e egoístas. Eis portanto os dois lados sobre as redes sociais.

                            Informações públicas dão conta que a rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando “relacionamentos” entre os participantes. Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente. As Rede Sociais: podem operar em diferentes níveis, como, por exemplo, redes de relacionamentos (facebook, orkut, twitter,), redes comunitárias (redes sociais em bairros ou cidades), redes políticas, dentre outras, e permitem analisar a forma como as organizações desenvolvem a sua atividade, como os indivíduos alcançam os seus objetivos ou medir o capital social – o valor que os indivíduos obtêm da rede social. Um ponto em comum dentre os diversos tipos de redes sociais é o compartilhamento de informações, conhecimentos, interesses e esforços em busca de objetivos comuns. A intensificação da formação das redes sociais, nesse sentido, reflete um processo de fortalecimento da Sociedade Civil, em um contexto de maior participação democrática e mobilização social.

                            O Avanço das Redes Sociais está presente em nosso dia-a-dia. As redes sociais são mecanismos de propagação de conteúdo, informações e conhecimento. Informação é Poder!