O medo não deve prevalecer?

09/10/2015 16:18

Por Josenildo Melo

O medo não deve prevalecer?


O intelectual e historiador Marco Antonio Villa concedeu entrevista à TV VEJA e explicou ainda as razões de tanto medo. Mas segundo Marco Antonio Villa o que vai realmente salvar o Brasil é a unidade institucional. Não existem razões pra medo. O poder sistemático diminui a cada diz consideravelmente. O que ainda resta é apenas o setor financeiro-econômico e a tendência é ele retirar o apoio assim que a economia declinar realmente de vez!

 

Esta é a realidade do momento atual. Mas e o aparelhamento ideológico? Existe e se espalhou sistemicamente por todas as instituições? Só que em navio que entra água por todos os lados a tendência é aos poucos todos se retirarem. O novo pode assustar, mas não existe razões pro medo. Quem ameaçar e pressionar ajudará ao regime cair por si só. A unidade institucional em defesa da sociedade começa a entrar realmente em ação. O Brasil não tem vocação pro autoritarismo. O Brasil continuará sendo uma nação com vigor do Estado democrático de Direitos. A discordância, a liberdade de expressão e de opinião é o motor da democracia.

 

Quem ainda defende o regime? Alguns pseudosintelectuais que ainda são beneficiados pelas sinecuras do regime e tentam explicar o inexplicável. Vivemos em uma sociedade coletiva e a revigoração democrática é feita através da capacidade de se renovar. Não existe razões pro medo apesar do regime ainda ter uma pequena força em pseudos movimentos que se intitulam defensores de classe. O episódio TCU demonstrou que o regime está acuado? Cercado de todos os lados? Nem dinheiro resolve mais? Tudo está sendo cumprido e quem viver realmente verá!

 

O que é uma instituição? Do latim “institutiōne” (que significa “sistema; disposição”), o termo “instituição”, para além de fazer alusão à ação e ao efeito de instituir (fundar, dar começo, erigir) algo, é uma coisa instituída, isto é, estabelecida ou fundada. Trata-se de um organismo que cumpre com uma função de utilidade pública. A instituição, no entanto, não é necessariamente um lugar físico. As normas de conduta, os preceitos e os costumes que regem uma sociedade  também são consideradas instituições. Neste sentido, instituições (no plural) são, para além de uma estrutura de ordem social que rege o funcionamento de uma sociedade, leis fundamentais por que se rege um país. A lógica de que governo é governo vai caindo por terra; quem sempre conduziu e conduzirá os rumos do Brasil são as grandes instituições!

 

O judiciário é o guardião da Lei e juntamente com outras grandes instituições estão todos unidos e nada vai impedir que a vontade coletiva seja superior à vontade de um grupo. Não existem razões lógicas pro medo. Quem ameaçar, assustar, pressionar ou tentar até mesmo “retirar pessoas” do meio do caminho; as reações serão cada vez mais institucionais e divinamente coletivas. O balão de oxigênio já foi ligado e agora é apenas questão de espera.

 

Mas que farão de tudo e cotidianamente pra continuar reinando; não tenham dúvidas. Em alguns a tensão é grande; mas não existem razões pro medo prevalecer. O sistema já caiu!

 

Fonte: Artigo publicado no Influente e Conceituado Portal AZ

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!