O pobre é quem sempre paga a conta!

15/07/2015 01:45

Por Josenildo Melo

                                   O POBRE É QUEM SEMPRE PAGA A CONTA!

            Ao mergulhar no íntimo do SER; muitos sábios e pensadores descobrem que a Liberdade para os pobres e miseráveis de nossa sociedade é apenas questão de falácia. Que pobre tem a Liberdade de pegar um avião e passar um bom final de semana nas praias e recarregar as energias pra uma nova semana? A sociedade costuma somente deixar os restos, as migalhas para os menos favorecidos em um sistema que insiste em massacrar o povão.

            A vida do pobre é um eterno perambular; quando insiste em passar um natal diferenciado e um ano novo diferenciado, passa o ano todo pagando contas; e é neste público sem poder de nenhuma mobilidade que as classes, mas abastadas acham de descarregar toda a sua raiva e descontrole emocional com uma política direcionada a apertar mais ainda as mínimas condições de vida do trabalhador? Porque nunca cortam despesas com deslocamentos, aviões fretados, jatinhos a disposição? Vivemos um momento realmente desfavorável a quem mais necessita de apoio nos momentos difíceis da vida. E a elite se esbaldando em dinheiro; gastando a torto e a direito e à custa dos pobres que pagam religiosamente seus impostos!

            Que liberdade é essa que os pobres possuem de ir e vir se não possuem muitas vezes nem o dinheiro pra pagar uma simples passagem de ônibus? Ah meus caros leitores o que seria dos pobres se não fosse as Igrejas com suas pregações eloquentes pra animar e dar esperança na vida. Mas a questão e que atualmente as Igrejas não estão mais dando conta de tanta pressão sob a cabeça de seus seguidores e fiéis. O momento é de muita reflexão; quando se pega em vinte reais hoje as oito horas da manhã, logo se percebe que no final do dia não se tem mais um vintém no bolso e talvez seja por isso que a expressão popular: o tormento do pobre não é de vez em quando, é de fato cotidiano e diário. Porque somente os mais fracos tem que pagar a conta? Essa pergunta não deseja respostas pois todos já sabem; é simplesmente porque não tem força de mobilidade e muito menos recursos de organização. Geralmente quando os oprimidos se reúnem a condução de alguém mais forte está sempre por trás de toda a operação de reunir!

            Daí advém a expressão sociológica massa de manobra; usam os pobres e depois jogam fora e a vida continua. Nas rodas pequenas a Elite monetária costuma partilhar que assim que morre um nascem logo em seguida mais de dois; até em relação à vida o desprezo é presenciado. Vida de pobre não tem valor nenhum; nunca se preocuparam com isso e, sobretudo nos dias atuais, até já proliferam a pena de morte como possível solução pra todos os problemas da humanidade. Coitado dos pobres e miseráveis se a pena de morte algum dia existir de fato e de direito no Brasil; somente vai morrer os pobres e miseráveis! E não se pode falar muito isso porque quando se fala abertamente sobre isso, logo aparecem aqueles que dizem que quem pode pode e quem não pode apenas se sacode! A humanidade vive momentos realmente difíceis!

            Vivemos atualmente na República dos desvalidos. O que é um desvalido? É um desprotegido; vivemos a cada dia que passa uma República desta estirpe. Como entender que uma sociedade como a nossa que ganha um salário mínimo miserável não reage diante de tamanha insanidade coletiva. São alguns com tanto dinheiro que ficam é procurando onde gastar e muitos simplesmente a ver navios; como diz o ditado popular: matando cachorro a gritos!

            Como o pobre pode ser de fato livre? Já dizia um sábio Jesuíta certa vez que fomos visitá-lo em Curitiba/PR; meu filho existem pessoas que possuem verdadeiro medo da palavra morte, pois vivem no melhor de todos os mundos. Existem seres humanos inescrupulosos que 5 reais pra eles é como 5 milhões de reais; tudo é a mesma coisa. É uma vida de verdadeira felicidade. E esse pessoal não têm consciência não? Alguns chegam a dizer que isso já era!!

            LIBERDADE: APENAS QUESTÃO DE FALÁCIA? Em muitos casos sim; principalmente no aspecto social; pra não dizermos que tudo está realmente perdido, ao menos podemos dizer que diferentemente de 20 anos atrás, agora podemos ainda bem, nos expressarmos de forma livre e com liberdade de expressão; e todos devemos continuar usando essa liberdade que ainda nos resta pra questionarmos muitos que viveram sempre em meio à verdadeiras misérias e quando despontam ao topo; teimam em esquecer os mais simples, os menos favorecidos, os lascados, desprezados, os que vivem à margem de uma vida abundante!

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!