Opinião: Diferença entre sonho e realidade?

02/06/2016 16:38
Por Josenildo Melo 
A República Federativa do Brasil depois de mais de 20 dias continua entre o sonho e a realidade? Que nada; isso é mera falácia especulativa. A realidade chegou e chegou pra valer. O pessoal do Direito tem o hábito pragmático da execução da racionalidade; portanto um sonho especulativo retornável não tem racionalmente a mínima possibilidade. Eis o mundo político Real!
 
Tudo continua sendo trabalhado de forma ininterrupta e prevendo todas as possibilidades. É bom senso acreditar e verificar a melhor escolha entre fatos e acontecimentos. Lógico que não é proibido sonhar; porém o fato está consumado. O Brasil adentra agora ao reestruturar institucional; começa a fase do arrumar e reorganizar a casa segundo a lógica do que é possível. Eis a diferença entre um governo especulativo e de meros sonhos e um governo que tem metas de acordo com a realidade. Até mesmo o aumento aprovado pela câmara está dentro dos cálculos de poder estabelecido. O poder se consolida na realidade e não em meros sonhos.
 
O que é sonho? Sonhos são ideias e imagens que se apresentam ao espírito durante o sono ou a vigília. Desde as mais remotas eras o homem buscou encontrar uma razão para o sonho, atribuindo-lhe sempre o Significado dos Sonhos. Durante o sono há uma diminuição natural, periódica e temporária das sensações e pensamentos que leva a quase total cessação consciente.
 
E o que é a realidade? Aquilo que condiz com o real, aquilo que é verdadeiro, as coisas como de fato o são. De início um país forte e potente se constrói a partir da realidade; os sonhos servem posteriormente ao próprio potencial anteriormente criado; agora sonhar com um passado não tem mais sentido no atual momento de um país. E quem vive de passado? Os museus. A República Federativa do Brasil já respira descontração? Quanto à ordem e ao progresso não tenham dúvidas.
 
E os boateiros de plantão que estão a espalhar que x ou y está aderindo “a sonhos” ? Isso não existe; em política os movimentos devem sempre serem visto dentro da ótica de poder. Até o fato se consumar é normal dois ou três tentarem tirar proveito de uma circunstância mal calculada; mas o todo está coeso, unido, e já participando diretamente das águas que correm pro mar.
 
Depois de um poder ocupado nada mais natural do que alguns ainda resistirem; a melhor pergunta é até quando resistirão? Daqui a pouco vai começar a diminuir não somente o poder de resquícios de mobilidade mas sobretudo o poder articulatório individual. E qual a razão? Os sonhos chocam-se com a realidade. E qual a primeira realidade a ser decantada? A realidade dos fatos e acontecimentos; pois o arcabouço jurídico protetivo começa a desaparecer; a família tende a não começar a aceitar viver o isolamento das festividades sociais; e por fim começa-se a fazer cálculos sobre despesas e receitas. É duro mais é assim mesmo que funciona a busca pelo mundo do poder!!
 
A diferença entre Sonho e Realidade começa a decantar; daqui a pouco até mesmo os mais leais e ditos verdadeiros amigos começaram a desaparecer. O melhor a fazer é juntar o que restou e aceitar a governabilidade segundo a Ordem e o Progresso. O Brasil vai despontar no horizonte; em no máximo dois anos a casa estará totalmente organizada novamente. Agora se pode acreditar no Brasil. E por quê? Porque está se integrando à comunidade internacional de forma conciliadora; ao invés de quebrar paradigmas ideológicos, recomeça sua história de acordo com a própria realidade!
 
Artigo Publicado no Conceituado e Influente PORTAL AZ.
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!