Opinião: O que realmente importa?

16/01/2016 09:23

Por Josenildo Melo

A pergunta contemporânea que soa e ressoa dentro do íntimo de cada ser humano participante das inúmeras transformações sociais, políticas e econômicas é sempre o título deste artigo. Mas afinal o que realmente importa? Bem mais; muito mais do que o aspecto material o que realmente importa é a dignidade; é ter amigos de verdade; e principalmente reconhecer e seguir a Deus. Mas sem dinheiro ninguém vive? E quem disse que fazer bom uso do dinheiro não é bom?

A liberdade do pensar e o verdadeiro exercitar da cidadania atrai responsabilidades e todos sabemos disso; mas é necessário ousar. O diferente em um mundo de banalidades faz bem. O que toca realmente o coração das pessoas? Qual a configuração ideal do viver bem? Só em Deus e na catolicidade se sente a percepção real da história e do mundo em que vivemos. Chegar o final de semana e de outra forma vivenciar comunitariamente este final de semana é tão bom! A simplicidade ensina tanto. É muito bonito presenciar a devoção e fé de um povo que nunca cansa. De 10 em anos é sempre bom renovar a vida. Feliz o ser humano que deixa sempre um espaço em sua vida pra eventualidades inesperadas. Tudo certamente calculado e controlado é burrice. Quão triste seria uma vida sem o espaço do acaso já diz o nobre jesuíta Papa Francisco. É verdade! Quantas pessoas possuem tanto e controlam tanto e no íntimo de seu ser não é capaz de controlar os próprios impulsos? A inteligência consiste em perceber que no mundo espiritual tudo pode acontecer. No campo político também; é impossível controlar e manipular consistentemente! Vamos ao que realmente importa. O que importa é vivenciar o Cristo na certeza de que ele é realmente a nossa vitória. Aí perguntam os céticos e materialistas; mas isso não é reducionismo piegas? Não; não é. A história enfatiza o quanto tudo é finito. Os grandes imperadores e governantes não necessariamente foram os mais endinheirados e controladores; pelo contrário os mais lembrados são os justos e simples e não meramente uma simplicidade de construção de imagem.

Depois dos 40 nada melhor do que incrementar a biblioteca; ler os livros que jamais imaginaria ler; sair de casa e somente visitar alguém que realmente precisa de uma boa visita; a sabedoria dos monges cada vez mais se aproxima! É realmente muito bom chegar ao ponto da percepção de que o que realmente importa é viver em um mundo diferente do mundo materialista. Rezar, estudar e trabalhar de forma a não acumular bens materiais é uma sensação incomparável!

Deus é presença. Os céticos e materialistas vão lhe questionar novamente; e quem providencia a manutenção da vida? A santidade consiste principalmente em confiar no senhor dos senhores; com saúde plena e disponibilidade podemos cada vez mais contrariar o mundo e vivenciarmos cada vez mais a presença concreta de Deus no mundo contemporâneo; pois isso é o que realmente importa. É chegada a hora do que realmente importa. A matemática é uma grande descoberta; é incrível o quanto ela ajuda na percepção do que verdadeiramente é útil e importa!!

Artigo publicado no Influente e Conceituado Portal AZ

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!