Pensamentos avulsos - Por Maria Helena Sousa

21/11/2015 01:58

Pensamentos avulsos

Por Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa

A cabeça não para de girar com a força dos acontecimentos que nos esmagam e angustiam. São tantas as barbaridades, de todo tipo, tamanho e feitio, o Homem cada vez mais minúsculo, cada vez mais afastado do amor ao próximo, que fica difícil escolher falar de um só desses acontecimentos, mencionar este e não aquele...

A carnificina em Paris será mais monstruosa do que o assassinato do rio Doce? Meu coração diz que sim, mas ver o rio morrer levando com ele a rica flora e fauna da região que banha há centenas de anos uma das regiões mais significativas da história do Brasil não será tão duro quanto saber que 129 jovens morreram debaixo de um grande tormento em nome de tiranos estúpidos e cruéis?

C.S.Lewis, o grande escritor inglês autor de 'As Crônicas de Narnia', nos deixou esta mensagem: “ De todas as tiranias, aquela que é exercida para o bem das vítimas é a mais opressiva. É melhor morrer sob os barões que nos assaltam do que sob os intrometidos que se ocupam em regular a vida e a mente dos outros. A crueldade dos barões corruptos pode, por vários motivos, ter intervalos de pane, de trégua, de catatonia. Sua cupidez pode, em certo momento, ser saciada; mas os que nos atormentam pelo nosso bem o farão sem descanso porque o fazem de acordo com a aprovação de sua consciência perturbada”.

Vamos acabar com a civilização ocidental porque um dia, há muito tempo, o homem se deixou levar por uma ambição desmedida e quis dominar o mundo?

E tudo o que deixaram de bom como herança cultural vai ser esquecido em nome de quem? De um Alá que eles estão recriando e que não tem nada a ver com o Alá do Corão?

Os cristãos pecaram com sua inquisição brutal, mas foram vencidos. Será que o mundo não vai vencer a estupidez desse Islã de fancaria?

Beirute, que já foi chamada de Paris do Oriente, merece esse suplício?

Damasco, por onde caminhou Paulo, o grande santo da Cristandade, mereceria cair nas mãos de alucinados que em nome de Alá prometem 72 lindas virgens no paraíso aos que se martirizam pela causa? Às mulheres prometem o inferno em vida e depois da morte, o que é que lhes prometem?
 
Da minha parte, ouso dizer que detesto o politicamente correto, os direitos humanos que nos desrespeitam em nome do quê mesmo?  Para mim, os radicais islamitas são seres inferiores que invejam o que o europeu construiu.

Se Churchill, Stalin e Roosevelt fossem politicamente corretos a Europa não teria resistido aos horrores da II Guerra Mundial. Ainda bem que eles foram fortes e souberam lidar com a violência, o último refúgio do incompetente, segundo Isaac Azimov. Hitler e sua Wermacht eram canalhas que foram tratados como mereciam.

Um novo espectro assombra a Europa. O futuro, as crianças, não pode ficar nas mãos desse medo.  A União Europeia, os EUA, a Rússia, estão se unindo e unidos vencerão os sub-humanos que não respeitam seus filhos. A islamofobia não é uma solução. Os refugiados devem ser respeitados, desde que respeitem quem os acolhe.

Falta ao político, de todos os partidos, também se unir em nome da Paz e deixar de se preocupar com a derrubada do partido que está no poder.  Cabe aos que estão no leme, hoje, a pior missão. Nós só podemos, os civis, cada um com a força de sua Fé, seja ela qual for, pedir a Deus que a razão volte a reinar no mundo.

E encerro novamente me valendo de C. S. Lewis: “ O futuro alcança todos nós à razão de sessenta minutos por hora, não importa quem somos ou o que fazemos".

Vai chegar. É bom não esquecer.

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!