Planalto avaliou como desnecessária carta

08/12/2015 16:42
Por Leonardo Goy
 
Planalto avaliou como desnecessária carta de Temer, diz fonte
 
BRASÍLIA (Reuters) - O Palácio do Planalto avaliou como “desnecessária” a carta do vice-presidente do Michel Temer e acredita que o peemedebista poderia ter abordado suas insatisfações de outras maneiras, disse nesta terça-feira uma fonte do Palácio do Planalto, sob a condição de anonimato.
 
“Pegou mal”, afirmou essa fonte, acrescentando que a maneira como ocorreu nem combina com o estilo discreto do vice-presidente. Segundo essa fonte, no Planalto há a convicção de que foi a própria Vice-Presidência que vazou o documento para a imprensa.
 
Na carta enviada a Dilma, que vazou na segunda-feira, Temer queixa-se da desconfiança do governo em relação a ele e ao PMDB. O vice destacou na carta à presidente "fatos reveladores da desconfiança que o governo tem em relação a ele e ao PMDB", segundo a Vice-Presidência da República.
 
Apesar do tom da carta, a avaliação no Planalto é que não defende o rompimento do PMDB com o governo, segundo a fonte, e que a rotina de diálogo com o maior partido da base governista e com o Temer não mudará.
 
Uma outra fonte palaciana afirmou que a recomendação da Presidência da República é não polemizar e manter "reserva e silêncio sobre a carta".
 
A manifestação de Temer, que preside o PMDB, ocorre no momento em que o partido está dividido sobre o processo de impeachment contra Dilma. Um pedido de abertura de processo de impedimento da presidente foi acatado na semana passada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
 
(Com reportagem adicional de Lisandra Paraguassu)
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!