Planos de saúde repetem o truque das aéreas

16/10/2017 00:15
15 DE OUTUBRO DE 2017
PLANOS DE SAÚDE REPETEM O TRUQUE DAS AÉREAS
O fim da obrigatoriedade do rol mínimo de procedimentos, nos planos de saúde, prevista na proposta da nova Lei dos Planos de Saúde, faz lembrar a enganação da franquia de bagagem, nas companhias aéreas. A Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) prometeu que os valores das passagens cairiam, mas aumentaram em quase 36%. Os planos de saúde buscam só reduzir custos e aumentar seus lucros.
   
PURA ENGANAÇÃO
A mudança criará vários tipos de cobertura, mais ou menos complexas, enganando a clientela, com o fim do rol de procedimentos mínimos.
   
RETROCESSO
O projeto da nova lei dos planos de saúde prevê, entre outros recuos, o fim da proibição de aumentar as mensalidades depois dos 60 anos.
   
TUDO DE NOVO
Antes da proibição do aumento, as operadoras tripudiavam sobre faixas etárias mais velhas, aumentando as mensalidades sem qualquer limite.
   
NÃO TÊM AVÔ
A maldade contra os mais velhos faz parecer que os planos de saúde e seus aliados não têm pais ou avós, ou devem odiá-los.
   
‘COTÃO’ DE R$ 166 MILHÕES ESCAPA DO LIMITE DO TETO
Parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado ganham entre R$ 35 mil e R$ 45 mil a mais por mês a título de ressarcimento de custos relacionados aos mandatos. Até agora, este ano, o Congresso torrou mais de R$ 166 milhões, entre janeiro e setembro de 2017, apenas para ressarcir deputados e senadores por gastos como assessoria externa, passagens aéreas, impressão de materiais etc.
   
E AINDA TEM MAIS
Todos os meses cada parlamentar recebe R$33,7 mil de salário, R$3,8 mil de auxílio moradia e cerca de R$ 102 mil para pagar assessores.
   
CÂMARA
Os 513 da Câmara dos Deputados conseguiram gastar em nove meses R$ 148.105.820,75, segundo a Operação Política Supervisionada.
   
SENADO
Os 81 senadores gastaram R$ 17,85 milhões este ano. A média deles é de R$220 mil cada, menor que a dos deputados de R$288 mil cada.
   
CUSTO-TUCANO
Um dos três maiores do Brasil, o PSDB tem a quarta maior bancada da Câmara dos Deputados e cerca de 1,45 milhão de filiados no país. Os tucanos receberam R$ 49,7 milhões do Fundo Partidário em 2017.
   
PRTB E PSDC NO FUNDO
O PRTB de Levy Fidélix e o PSDC de Eymael, eternos candidatos a presidente, levaram R$2,67 milhões e R$2,9 milhões respectivamente do Fundo Partidário do TSE apenas entre janeiro e setembro de 2017.
   
GRANDE PEQUENO CUSTO
O PRB é apenas o 13º maior partido do Brasil no quesito filiados; cerca de 384 mil. Mas é o sétimo maior beneficiado pelo Fundo Partidário; levou R$20, 3 milhões até agora em 2017. O tamanho da fatia do fundo é determinada pelo tamanho da bancada do partido na Câmara.
   
SELIC 2017
O Comitê de Política Monetária, que define a taxa de juros, tem mais duas reuniões este ano; uma neste mês, outra em dezembro. A Selic foi reduzida nas últimas reuniões, mas agora deve ser mantida.
   
HORÁRIO DE VERSÃO
O horário de verão, que completa 32 anos neste domingo, começa a 00h e vai vigorar até o dia 18 de fevereiro de 2018. Ano passado, segundo o Operador Nacional do Sistema, foram poupados R$ 159,5 milhões.
   
RESULTADO QUE DEMORA
O governo decretou o fim oficial da recessão no Brasil em maio deste ano, um ano após o início do governo Temer. O emprego só voltou a crescer de forma estável quase quatro meses depois.
   
TRUMP VAI DAR CHILIQUE
O Irã é importante parceiro comercial brasileiro. O país do Oriente Médio compra US$ 2 bilhões por ano, em média, de produtos do Brasil. E o governo federal pretende aumentar o tamanho dessa parceria.
   
COMÉRCIO VAREJISTA
O comércio varejista registrou alta de 3,6% em agosto. É o quinto mês consecutivo de crescimento e também o melhor resultado para o mês nos últimos quatro anos. Os dados são do IBGE.
   
PERGUNTA NA ANAC
Aumentar preços de passagens após garantir que isso não aconteceria é crime ou incompetência?
   
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!