Poder, Política e bastidores

21/09/2015 08:34

Coluna do Cláudio Humberto

EUA: AÇÃO CUSTARÁ ATÉ R$ 80 BILHÕES À PETROBRAS

A “class action lawsuit”, ação coletiva de acionistas da Petrobras na Justiça dos Estados Unidos, deve custar à estatal entre R$ 20 e R$ 80 bilhões, segundo advogados experientes nesse tipo de processo. O julgamento está previsto para maio de 2016, mas a “class action suit” sempre acaba em acordo. Os réus fogem de sentenças, porque a Justiça americana é duríssima com picaretagens como o “petrolão”.

 

CADA UM NO SEU QUADRADO

A Justiça dos EUA aceitou as reclamações dos acionistas estrangeiros, e decidiu que os acionistas brasileiros devem apelar à Justiça do Brasil.

 

GRAVE CRIME

A Petrobras, que negocia ações na bolsa de Nova York, é acusada de não seguir regras da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

 

RESPONSABILIDADE

A ação proposta contra a Petrobras nos EUA argumenta que a estatal brasileira omitiu informações e é responsável por perdas bilionárias.

 

ROMBO E DEMISSÃO

Ex-presidente da Petrobras, Graça Foster não foi demitida pelo rombo, mas sim por ter admitido que o prejuízo era de cerca de R$ 88 bilhões.

 

DEPUTADOS JÁ TORRARAM R$ 79,5 MILHÕES DO COTÃO

Os 513 deputados federais já torraram mais de R$ 79,5 milhões com a chamada “cota parlamentar” ou “cotão”, em pouco mais de sete meses, em 2015. Apesar de o salário mínimo ser de apenas R$ 788 mensais, suas excelências, além de receberem R$ 33,7 mil de salário, embolsam até R$ 45 mil mensais a mais para gastar como desejaram, além de terem passagens aérea, combustível, alimentação etc por nossa conta.

 

É CAMPEÃO!

Nilton Capixaba (PTB-RO) ainda não apresentou projetos, mas gasta como gente grande: já usou R$ 267 mil do “cotão”.

 

TOP 10

São do PT, PMDB, PDT, PTB, PR e Pros os dez deputados que mais gastaram da verba de cota parlamentar: R$ 2,5 milhões.

 

PERGUNTA NO CONGRESSO

Por que deputados têm salário se não têm gastos com moradia, água, luz, telefone, transporte, alimentação e até mesmo lazeres noturnos?

 

ABRIU A PORTEIRA

Líderes aliados gostaram da proposta de legalizar os cassinos. O problema é que reapareceram os lobistas que querem incluir bingo, jogo do bicho e caça-níqueis. A bancada evangélica resiste.

 

RODÍZIO DE BOQUINHA

Após decisão da Câmara, só dois secretários parlamentares de cada deputado terão as ricas horas extras. Mas já criaram nos gabinetes o “rodízio da boquinha”, com troca de funcionários a cada sessão.

 

SR. CORAGEM

Integrante do Conselho Nacional de Justiça, órgão de controle do Judiciário, o conselheiro Fabiano Silveira foi quem teve a coragem de propor e levar o CNJ à decisão de descontar os dias parados dos servidores da Justiça, que estão em greve há uma eternidade.

 

REAL, NÃO

Um empresário brasileiro em viagem à Colômbia se surpreendeu ao ter o real negado na principal casa de câmbio em um shopping de Cartagena. A moeda brasileira foi negada. R$ 1 vale 770,82 pesos.

 

FORA DO JOGO

A vereadora Heloisa Helena, que já foi do PT e do PSOL, não será candidata nas eleições municipais de 2016. Prefere esperar a criação do Rede, de Marina, para decidir seu próximo projeto eleitoral.

 

JOIO X TRIGO

Os poucos deputados do PP que não participaram da bandalheira na Petrobras estão satisfeitos com o depoimento do megadoleiro Alberto Youssef, que teria uma série de contradições.

 

CONTO DA CAROCHINHA

A suposta discussão entre o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), e o ministro Joaquim Levy (Fazenda) parece não ter sido tão acalorada assim. “Não foi essa valentia que Rosso conta”, diz um dos lideres.

 

SEM CREDIBILIDADE, NÃO

“Para o pacote fiscal do governo funcionar, ele precisa de justamente o que não tem, credibilidade”, diz o deputado Izalci (PSDB-DF), resumindo o sentimento da maioria dos parlamentares.

 

PENSANDO BEM…

… articulação é sinônimo de confusão no governo Dilma.