Presidente Michel autoriza forças armadas na rocinha

22/09/2017 18:30
Militares das Forças Armadas iniciam cerco à Rocinha
Resultado de imagem para forças armadas na rocinha fotos
950 homens e 10 blindados foram enviados para comunidade
 
RIO DE JANEIRO Bruna Oliveira, do R7
 
Tropas do Exército chegaram à Rocinha, na zona sul do Rio, por volta das 15h45, nesta sexta-feira (22). Quase mil homens das Forças Armadas e dez blindados foram enviados à comunidade pelo Ministério da Defesa no início da tarde. Um helicóptero do Exército também sobrevoava a região.
 
O espaço aéreo na região chegou a ser fechado por determinação do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea, do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) da Aeronáutica.
 
Cerca de 150 militares iniciaram o cerco pela parte baixa da comunidade. Não houve confronto. Apenas barulhos de fogos foram ouvidos durante a chegada deles. 
 
O pedido de reforço na segurança partiu do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), após uma manhã de intensos confrontos na Rocinha.
 
Ao menos um morador foi baleado durante um confronto entre policiais e criminosos na área de mata. Por segurança, as principais vias ficaram interditadas por quase quatro horas no entorno da comunidade.
 
Nas redes sociais, moradores relatam o clima de medo dentro da comunidade. Comércio, escolas e unidades de saúde fecharam as portas. Pelo menos dois mil estudantes da rede municipal de Educação ficaram sem aulas.
Clima de Guerra
 
A comunidade é alvo de operações policais há cinco dias. No último domingo (17), a Rocinha foi invadida por grupos criminosos rivais que disputam o controle de pontos de venda de drogas na comunidade. 
 
Segundo as investigações, a invasão teria sido ordenada por Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, preso em uma penitenciária federal em Rondônia. O conflito teria sido motivado por um racha na parceria entre Nem e o atual chefe do tráfico na Rocinha, o Rogério 157.
 
Na operação desta sexta, policiais do Batalhão de Choque operam no local. Até então, as buscas na comunidade foram realizadas por homens do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais). Os agentes tentam localizar e capturar os criminosos envolvidos nos confrontos recentes, entre eles, Rogério 157.
 
Foragido da Justiça, Rogério Avelino da Silva é um dos criminosos mais procurados do Estado do Rio. O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 30 mil por informações que levam a sua captura. Segundo o portal dos procurados, o criminoso era segurança pessoal de Nem no período que ele chefiava o tráfico na comunidade. Após a prisão dele em 2011, Rogério 157 teria assumido a liderança do grupo na Rocinha.
 
A informação sobre a invasão já era de conhecimento do setor de inteligência da Polícia militar, como admitiu o governador do Rio Luiz Fernando Pezão (PMDB), nesta quarta-feira (20). Ele contou que ordenou que a polícia não interviesse, para evitar mortes de inocentes. Porém, pelo menos três pessoas morreram e outras três ficaram feridas durante o confronto.
 
Nesta quinta-feira (21), policiais encontraram um homem baleado dentro de um caminhão. O motorista do veículo prestou depoimento na Delegacia da Rocinha (11ª DP) e contou que foi obrigado por criminosos a transportar o homem ferido. Ele teria sido baleado numa troca de tiros com o Bope na região da mata. A Polícia Civil ainda investiga o envolvimento do homem com o tráfico de drogas.
 
Também na tarde desta quinta, foram apreendidos dois fuzis, duas pistolas, drogas, carregadores e rádios transmissores durante operação na comunidade.
 
Cerca de 150 soldados chegaram na comunidade por volta das 15h45. Eles iniciaram o cerco pela parte baixa. Não houve registro de confronto. Apenas fogos de artifícios foram ouvidos durante a chegada dos militares 
 
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!