Renuncie, presidente - Jornal O Tempo - BH

01/11/2015 00:18

Por Paulo Bressane

 

Renuncie, presidente

MAT01-N9XS

PAULO BRESSANE

 

Certa vez, escrevi uma coluna dizendo que a senhora só venceu as eleições devido à força monumental da máquina de ilusões da propaganda petista. Disse ainda que seus votos pertenceram à desinformação, ao analfabetismo, ao oportunismo, ao clientelismo, aos ávidos por benesses no poder e à utopia dos bem-intencionados, mas funcionalmente equivocados. Mas, ainda assim, não quis julgá-la nos cem primeiros dias de seu governo, ao contrário, torci para que, como mulher, a senhora fosse eternizada pela força da razão e a coragem de mudar. Pedi que trabalhasse para que seu legado jamais se perdesse com o tempo. Que não se pautasse pela ideologia do estatismo apodrecido, que exigisse uma reforma pró-mercado, e que mostrasse, enfim, a força de suas saias.

Não fosse a senhora tão, digamos, teimosa – para mantermos o nível nos adjetivos – certamente não estaríamos nesta situação catastrófica. Sua opção pelo socialismo com políticas intervencionistas nos levou ao abismo econômico-social. Infelizmente, a senhora abraçou a ideologia do fracasso, e se pautou pelo obscurantismo do jogo de cartas marcadas, cujos players, enxergando a derrota do time, já a abandonaram à própria sorte. Não insista em continuar tentando “estocar o vento” da discórdia, ele já se espalhou “de lá pra lá, de cá pra lá” e se transformou em um furacão devastador. Pare de se alimentar com essa falsa ideia de “golpismo”, os governos petistas foram marcados pela incompetência e manchados pelos maiores escândalos de corrupção do planeta. Chega, nos deixe respirar.

 

Renuncie, senhora presidente, a luta acabou. Como era previsto, o intervencionismo ideológico populista pregado por seu partido, desde a era Lula, foi vencido pela realidade dos números. A ditadura da propina, largamente usada para se alcançar o sonho de poder eterno, foi desmascarada, e continuar dando murros em ponta de faca irá feri-la ainda mais. Lembre-se de que, citando apenas dois dos índices negativos provenientes de suas escolhas, a queda no PIB e o número de vagas de trabalho fechadas na cara do povo, foram os maiores nos últimos 25 anos. Basta senhora presidente, se atenha às pedaladas para o exercício físico, que têm lhe feito tão bem. É hora de despertar a autocrítica, de reconhecer os erros, e deixar o país seguir o rumo da liberdade. Renuncie.

 

Entre a gente

 

A Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa promoveu uma edição especial do seu “Almoço Palestra”. O presidente da Uniapac Latino-Americana e ADCE Brasil, Sérgio Cavalieri, e o presidente da ADCE Minas, Sérgio Frade, falaram sobre o legado deixado pelo Congresso Mundial da ADCE/Uniapac e do Seminário Internacional de Sustentabilidade promovido pela Fiemg, realizado recentemente no Palácio das Artes.

 

No dia 11 de novembro, será realizado no Iate Tênis Clube o “Bazar de Natal” das Obras Sociais da Pampulha – OSP, entidade filantrópica que atende 190 crianças de 0 a 8 anos. Este evento visa arrecadar fundos em prol da entidade e já se tornou tradicional na nossa cidade pela sua excelência e pelo seu objetivo social.