Robert Rios defende investigação sobre doações à campanha

24/08/2015 20:47

Robert Rios defende investigação sobre doações à campanha do governador

                                              

O deputado Robert Rios (PDT) anunciou, hoje (24), que o deputado Marden Menezes (PSDB), vice-presidente da Assembleia Legislativa, pedirá ao Poder Legislativo que encaminhe ofício à CPI da Petrobrás solicitando informações sobre doações feitas à campanha eleitoral do governador Wellington Dias por empresas envolvidas na Operação Lava Jato. Ele afirmou que o governador recebeu doações das empreiteiras UTC e OAS e de uma cervejaria citadas na operação e defendeu uma investigação sobre o caso.

 

Robert Rios pediu ainda, no início de seu discurso, que o líder do Governo, deputado João de Deus (PT), revele os nomes dos parlamentares de oposição que aderiram ao Governo. “O deputado João de Deus disse em entrevista ao Portal GP1 que eu abrandei o discurso contra o Governo, o que não é verdade, pois todo dia discurso nesta Casa criticando a administração estadual”, assinalou ele.

Em seguida, o parlamentar do PDT, que é presidente da Comissão de Constituição e Justiça, informou que realizará audiência pública na CCJ para debater o Plano Estadual de Educação e elogiou a presidente Dilma Rousseff pela decisão de cortar dez ministérios, frisando que o governador Wellington Dias deveria adotar a mesma medida no Piauí.

 

Falando sobre as doações de campanha ao chefe do Executivo estadual, Robert Rios disse que as contas de Wellington Dias foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral antes das constatações da Operação Lava Jato sobre corrupção na Petrobras. “Somente de uma cervejaria envolvida na Lava Jato, Wellington Dias recebeu R$ 1,9 milhões para a campanha e isso precisa ser apurado”, adiantou ele.

O deputado Dr. Pessoa (PSD) disse, em aparte, que “o gesto bonito da presidente Dilma Rousseff em reduzir o número de ministérios deveria ser copiado no Brasil inteiro”. Antes de concluir o discurso, Robert Rios afirmou que o Governo do Estado já repassou este ano R$ 6 milhões para órgãos de comunicação. “O interessante é que tem um grande veículo de comunicação que recebeu poucos recursos, enquanto alguns pequenos e até desconhecidos receberam mais”, ressaltou ele.

 

 

Com informações de J. Barros - Edição: Caio Bruno

 

Informações do site da Alepi: clique, acesse e leia diariamente www.alepi.pi.gov.br