RV: Servir Cristo é ser servo da Verdade

29/09/2015 19:55
RV: Servir Cristo é ser servo da Verdade
Cidade do Vaticano (RV) – “A festa dos arcanjos é a festa da Rádio Vaticano.” O Secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, presidiu na capela da Anunciação, na sede da emissora, à missa por ocasião da festa de São Gabriel, padroeiro da Rádio do Papa.
 
Em sua homilia, o Cardeal recorda que os arcanjos são os portadores da mensagens celestes mais importantes. A eles, é confiada a missão de comunicar fielmente e de abrir o caminho ao Senhor.
 
Rádio Vaticano, mensageira de paz
 
“Não há dia mais apto do que este para celebrar a festa da Rádio Vaticano. A sua missão se une àquela dos anjos e a eles pede assistência e proteção. A Rádio Vaticano recebeu o mandato de comunicar as palavras, os gestos, a ação e a proposta do Santo Padre, fazendo ressoar a voz e aprofundando a sua mensagem. Uma voz e uma mensagem que brotam do Evangelho e ao Evangelho pretendem conduzir. Uma mensagem de paz, vida, solidariedade e perdão que se difunde através deste trabalho a todo o mundo”, destacou o Secretário de Estado.
 
O Cardeal Parolin ressalta também a tarefa da emissora de informar com objetividade os principais fatos da atividade eclesial e civil, oferecendo aos ouvintes um serviço de “notável utilidade”, já que é inestimável o valor de uma informação correta, que não esteja a serviço de interesses e poderes que, para alcançar seus objetivos, distorcem a informação.
 
Servir Cristo – disse ainda o Cardeal – oferece a vantagem de ser servos da Verdade. “A finalidade da Rádio Vaticano é fazer ressoar clara e forte a mensagem evangélica e de ser exemplo de boa informação. E assim a emissora se distingui desde o seu nascimento em 1931.”
 
O Secretário de Estado recordou ainda toda a produção da Rádio Vaticano, seja através das ondas do rádio, mas também na internet, em mais de  40 idiomas. “Um trabalho de equipe, de alto profissionalismo e ponto de referência para uma informação crível.”
E enalteceu o espírito de sacrifício de seus funcionários, demonstrado por exemplo durante a viagem do Papa a Cuba e aos Estados, trabalhando inclusive nas horas noturnas para divulgar a mensagem do Santo Padre. O mesmo afinco será demonstrado durante os próximos eventos, para a cobertura do Sínodo e do Jubileu Extraordinário.
 
Secretaria para a Comunicação
Por fim, o Cardeal Parolin citou a recém-instituída Secretaria para a Comunicação, chamada em nome do Papa a renovar, com novos meios, as comunicações da Santa Sé.
 
“Que os Santos Arcanjos protejam toda a Rádio Vaticano, para que seja capaz de renovar-se, permanecendo fiel a si mesma, e se torne instrumento sempre mais eficaz a serviço do Papa e daquela Igreja em saída, que é seu pedido Em sua homilia, o Cardeal recorda que os arcanjos são os portadores da mensagens celestes mais importantes. A eles, é confiada a missão de comunicar fielmente e de abrir o caminho ao Senhor.
 
Rádio Vaticano, mensageira de paz
 
“Não há dia mais apto do que este para celebrar a festa da Rádio Vaticano. A sua missão se une àquela dos anjos e a eles pede assistência e proteção. A Rádio Vaticano recebeu o mandato de comunicar as palavras, os gestos, a ação e a proposta do Santo Padre, fazendo ressoar a voz e aprofundando a sua mensagem. Uma voz e uma mensagem que brotam do Evangelho e ao Evangelho pretendem conduzir. Uma mensagem de paz, vida, solidariedade e perdão que se difunde através deste trabalho a todo o mundo”, destacou o Secretário de Estado.
 
O Cardeal Parolin ressalta também a tarefa da emissora de informar com objetividade os principais fatos da atividade eclesial e civil, oferecendo aos ouvintes um serviço de “notável utilidade”, já que é inestimável o valor de uma informação correta, que não esteja a serviço de interesses e poderes que, para alcançar seus objetivos, distorcem a informação.
 
Servir Cristo – disse ainda o Cardeal – oferece a vantagem de ser servos da Verdade. “A finalidade da Rádio Vaticano é fazer ressoar clara e forte a mensagem evangélica e de ser exemplo de boa informação. E assim a emissora se distingui desde o seu nascimento em 1931.”
 
O Secretário de Estado recordou ainda toda a produção da Rádio Vaticano, seja através das ondas do rádio, mas também na internet, em mais de  40 idiomas. “Um trabalho de equipe, de alto profissionalismo e ponto de referência para uma informação crível.”
 
E enalteceu o espírito de sacrifício de seus funcionários, demonstrado por exemplo durante a viagem do Papa a Cuba e aos Estados, trabalhando inclusive nas horas noturnas para divulgar a mensagem do Santo Padre. O mesmo afinco será demonstrado durante os próximos eventos, para a cobertura do Sínodo e do Jubileu Extraordinário.
 
Secretaria para a Comunicação
 
Por fim, o Cardeal Parolin citou a recém-instituída Secretaria para a Comunicação, chamada em nome do Papa a renovar, com novos meios, as comunicações da Santa Sé.
 
“Que os Santos Arcanjos protejam toda a Rádio Vaticano, para que seja capaz de renovar-se, permanecendo fiel a si mesma, e se torne instrumento sempre mais eficaz a serviço do Papa e daquela Igreja em saída, que é seu pedido a todos nós.”
 
Nesta terça-feira, o Cardeal Pietro Parolin nomeou como novo Diretor dos Programas da Rádio Vaticano o Padre polonês Andrzej Majewski, S.I. O sacerdote jesuíta sucede o Padre Andrzej Koprowski, também ele polonês, que trabalhou durante 10 anos na emissora.
 
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!