STF - Afastamento de Cunha só após 1º de fevereiro

17/12/2015 11:06

STF deve decidir sobre afastamento de Cunha só após 1º de fevereiro

Relator Teori Zavascki recebeu quinta, da PGR, pedido de afastamento.
Para Janot, deputado atrapalha investigação; Cunha vê tentativa de tirar foco.

Renan Ramalho

Do G1, em Brasília

O Supremo Tribunal Federal (STF) só deverá decidir sobre o pedido de afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois de 1º de fevereiro de 2016, quando termina o recesso do Judiciário, que começa no próximo sábado (19). A informação é da Secretaria de Comunicação do Supremo.

 

A Secretaria informou que o relator do caso, ministro Teori Zavascki, recebeu nesta quinta o pedido da Procuradoria Geral da República, que contém 190 páginas. Ainda segundo o STF, não há tempo hábil para análise do pedido neste semestre.

No documento, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, argumenta que Cunha vem usando o cargo para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato e as apurações do Conselho de Ética da Câmara, que analisa pedido de cassação de seu mandato.

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!