Tropa governista - Por Cláudio Humberto

09/11/2015 07:54

GARCIA É CITADO 50 VEZES NA INVESTIGAÇÃO DE LULA
O aspone para assuntos internacionais aleatórios da Presidência, Marco Aurélio Garcia, aquele do “top-top”, é citado ao menos cinquenta vezes no inquérito que investiga o ex-presidente Lula pela prática do crime de tráfico internacional de influência para beneficiar a empreiteira Odebrecht, com financiamentos do BNDES para obras no exterior. O caso vem sendo investigado pelo Ministério Público do DF e Territórios.

CONVOCAÇÃO
O protagonismo de Marco Aurélio Garcia no caso Odebrecht poderá levar o assessor presidencial a depor na CPI do BNDES.

TRÁFICO DE INFLUÊNCIA
A investigação do Ministério Público apura a acusação de tráfico de influência internacional do ex-presidente Lula durante seu governo.

INFLUÊNCIA NO BNDES
E-mails obtidos pelo Ministério Público, comprovam que era Top-top Garcia quem “garantia” a autoridades os financiamentos do BNDES.

TROPA GOVERNISTA
O pânico no governo com a possível convocação de Top-top fez com que fosse criada “tropa de choque” para sepultar a CPI do BNDES.

CPI DOS FUNDOS DE PENSÃO SE CONCENTRA NO PT
Em nova fase de investigação, a comissão parlamentar de inquérito (CPI) que apura o saque aos fundos de pensão decidiu avançar sobre o envolvimento de petistas em negócios fraudulentos. A ideia é se concentrar nos presidentes do Petros, Henrique Jäger, do Postallis, Antônio Conquista, e do Funcef, Carlos Caser. “Todos são filiados ao PT”, ressalta o presidente da CPI, Efraim Filho (DEM-PB).

APARELHAMENTO
Além de aparelhar fundos de pensão, o PT também infiltrou muitos dos seus militantes em conselhos de administração de empresas privadas.

CONTAMINAÇÃO
Podem ser mais de 300 os petistas que recebem gordos jetons em conselhos de administração de empresas privadas onde investiram.

PEDRA SOBRE PEDRA
A CPI retoma promessa inicial, defendida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha. “Fazer devassa em contratos do PT”.

CABEÇA BAIXA
Acabou o orgulho petista. Deputados do partido evitam desfilar com os tradicionais broches com uma estrela vermelha. Na Câmara, passam incógnitos pelos manifestantes que batem ponto diário.

SÓ NO BRASIL
Bandido não respeita mais nada. Pilotando uma moto, um meliante assaltou uma cabo dentro do Arsenal da Marinha, dias atrás. E ainda fugiu com a bolsa da militar, passando por duas guaritas.

RETOMADA DE DIÁLOGO
Enrolado na Operação Lava Jato, o vice-presidente da Câmara, Valdir Maranhão (PP-MA) é aliado de Eduardo Cunha, mas deu sinais de diálogo com o governo Dilma.

VOLUME MORTO
Sobre a permanência de Eduardo Cunha na presidência da Câmara, Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) é enfático: “Em período de normalidade, ele já estaria morto”. A queda é questão de tempo, diz.

PARA LER VOANDO
Hoje piloto “expatriado” na África, Marcelo Lins lança na terça (17), na Travessa em Botafogo (RJ), seu livro “Caso Varig - a história da maior tragédia da aviação brasileira”, que ele viveu dia a dia.

SANGRAMENTO
Mesmo com o fraco relatório que preservou políticos, Antonio Imbassahy (PSDB-BA) comemora o resultado dos trabalhos da CPI da Petrobras: “Foram nove meses de desgaste para o governo”.

ARRANCANDO AS PENAS
Tucanos brigam na Câmara. Apoiados por Geraldo Alckmin, deputados de São Paulo não querem que o líder da bancada de 2016 seja indicado pelo desgastado atual líder Carlos Sampaio (SP) ou por Aécio.

GOVERNO REFORMISTA
O presidente nacional do PPS, Roberto Freire (SP), acredita que o eventual governo Michel Temer seguirá os moldes de Itamar Franco. “Será um governo reformista, não subalterno à banca financeira”, diz.

PENSANDO BEM...
...o governo Dilma é nota 10, seus ingratos: 10% de inflação e 10% de desemprego, até dezembro.