Um terço dos deputados do PMDB assina manifesto contra Dilma

02/10/2015 08:05

Um terço dos deputados do PMDB assina manifesto contra Dilma

Ranier Bragon, Débora Álvares – Folha de S. Paulo


 

BRASÍLIA - Apesar de o governo estar finalizando a negociação para emplacar o PMDB em sete ministérios, um terço dos 66 deputados federais da legenda figuram em manifesto que condena a "barganha por cargos" e aponta Dilma Rousseff como responsável por conduzir o país de forma "errática" e "desacreditada".

 

O papel foi distribuído nesta quinta-feira (1) em entrevista coletiva da qual participaram cinco deputados dos 22 cujas assinaturas aparecem no texto.

 

Entre os que subscrevem o documento está o deputado Baleia Rossi (SP), ligado ao vice-presidente da República, Michel Temer, presidente do partido.

 

O grupo disse que entregará o texto a Temer e deixou claro que não tem compromisso com os interesses de Dilma no Congresso –entre eles o da manutenção de seu veto ao reajuste dos servidores do Judiciário, cujo impacto até 2019 é de R$ 36 bilhões.

 

"O governo, sem apontar um caminho claro, rende-se a um jogo pautado pela pressão por cargos, num leilão sem qualquer respaldo em projetos ou propostas. (...) Nosso posicionamento em plenário não dependerá desse tipo de barganha por cargos", diz o texto.

 

Um dos que falou na entrevista, o deputado Darcísio Perondi (RS) afirmou que a sociedade exige um novo PMDB e ética na política.

 

Questionado sobre como o grupo se posiciona em relação à afirmação do Ministério Público Federal de que o presidente da Câmara, o também peemedebista Eduardo Cunha (RJ), mantém contas secretas na Suíça, o deputado Lúcio Vieira Lima (BA) adotou tom diferente: afirmou que é preciso esperar a conclusão das investigações.

 

"Na hora em que ficar comprovada qualquer culpa do deputado Eduardo Cunha, pode ter certeza que saberemos nos manifestar."

 

 

Confira os deputados do PMDB que assinam o documento.

Alceu Moreira (RS)

Baleia Rossi (SP)

Carlos Marun (MS)

Celso Maldaner (SC)

Darcísio Perondi (RS)

Dulce Miranda (TO)

Edinho Bez (SC)

Flaviano Melo (AC)

Geraldo Resende (MS)

Jarbas Vasconcelos (PE)

José Fogaça (RS)

Josi Nunes (TO)

Laudívio Carvalho (MG)

Lúcio Vieira Lima (BA)

Mauro Mariani (SC)

Osmar Serraglio (PR)

Osmar Terra (RS)

Rogério Peninha Mendonça (SC)

Ronaldo Benedet (SC)

Roney Nmer (DF)

Valdir Colatto (SC)

Vitor Valim (CE)