Viajarei para venerá-la em seu santuário diz Papa

12/12/2015 16:37

Papa sobre Guadalupe: "Viajarei para venerá-la em seu Santuário em 13 de fevereiro"

Cidade do Vaticano (RV) – "A misericórdia é o amor que abraça a miséria da pessoa humana". Foi o que disse o Papa durante a celebração de Nossa Senhora de Guadalupe, no início da noite de sábado (12/12). A Basílica Vaticana assistiu a uma celebração em espanhol, com leituras em português e inglês, evocando os idiomas das Américas, na Festa da Padroeira do Continente.O Papa confirmou na celebração sua viagem ao México em fevereiro de 2016.

Em sua homilia, Francisco citou as palavras do profeta Sofonias dirigidas a Israel, que podem ser referidas também à Virgem Maria, à Igreja e a toda a pessoa amada por Deus com amor misericordioso. Deus, - disse o Papa - nos ama muito, com amor gratuito, sem limites, sem esperar nada em troca. Este “amor misericordioso” é o atributo mais surpreendente de Deus, a síntese que condensa a mensagem evangélica, a fé da Igreja! E o Pontífice explicou:

 

Miséria e coração

 

A palavra ‘misericórdia’ é composta de duas palavras: miséria e coração. O coração indica a capacidade de amar; a misericórdia é o amor que abraça a miséria da pessoa humana. Trata-se de um amor que sente a nossa indigência como própria, para libertar-nos dela. Nisto consiste o amor: não somos nós que amamos a Deus, mas é Ele que nos amou, a ponto de oferecer seu Filho como vítima de expiação dos nossos pecados”.

 

Com efeito, continuou o Papa, Cristo quis compartilhar das nossas fragilidades; quis experimentar a nossa condição humana, até carregar a Cruz, repleta de dor da existência humana. A misericórdia de Deus nos é dada pelo dom do Espírito Santo. A maior misericórdia de Deus consiste em estar no meio de nós. E o Papa exortou: Cultivemos esta experiência de misericórdia, de paz e esperança durante o caminho de Advento, que estamos percorrendo, e à luz do ano Jubilar. Anunciar a Boa Nova aos pobres, como João Batista, realizando as obras de misericórdia, é uma boa maneira de esperar a vinda de Jesus no Natal”.

 

Deus se rejubila em Maria

 

Deus se rejubila e se compraz, de modo especial, em Maria. Em uma das orações mais queridas pelo povo cristão, a “Salve Rainha”, chamamos Maria como “Mãe de misericórdia”. De fato, ela experimentou a misericórdia divina e acolheu em seu seio a fonte desta misericórdia: Jesus Cristo! Ela, que sempre viveu intimamente com seu Filho, sabe o que ele mais quer: que todos os homens se salvem e que ninguém fique sem a ternura e a consolação de Deus. E o Santo Padre exortou:

 

Recomendemos a Maria Santíssima os sofrimentos e as alegrias dos povos do Continente americano, que a amam como mãe e a reconhecem como sua padroeira sob o título de Nossa Senhora de Guadalupe. Que a sua doçura materna nos acompanhe no Ano Santo, para que possamos descobrir a alegria da ternura de Deus!”

 

Peçamos a ela, insistiu ainda o Papa, que este ano Jubilar cultive o amor misericordioso no coração as pessoas, das famílias e das nações; que possamos ser misericordiosos; que as comunidades cristãs sejam oásis e fontes de misericórdia, testemunhas de uma caridade que não admite exclusões. E o Papa afirmou:

 

"Para pedir-lhe isto de uma maneira forte, viajarei para venerá-la em seu Santuário no próximo 13 de fevereiro. Assim, pedirei tudo isto para toda a América da qual ela é especialmente mãe".

 

Que ela guie os passos do seu povo americano - concluiu o Papa - um povo peregrino que vai à busca da Mãe de Misericórdia para pedir que nos mostre seu Filho Jesus!

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!