Brasil defende que designação de Jerusalém . . .

10/12/2017 19:37
Brasil defende que designação de Jerusalém como capital de israel seja definida em negociações
Resultado de imagem para itamaraty
Rio de Janeiro, 8 dez (Xinhua) -- O governo brasileiro defendeu na quinta-feira que a designação de Jerusalém como capital de Israel seja definidada em negociações que garantam a paz entre israelenses e palestinos, após a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de passar a considerar a cidade como capital do país.
 
"O governo brasileiro reitera seu entendimento de que o status final da cidade de Jerusalém deverá ser definido em negociações que assegurem o estabelecimento de dois estados vivendo em paz e em segurança dentro de fronteiras internacionalmente reconhecidas e com livre acesso aos lugares santos de três religiões monoteístas", afirmou a Chancelaria brasileira em um comunicado.
 
Na nota, o governo brasileiro recordou que "as fronteiras entre os dois estados deverão ser definidas em negociações diretas entre as partes, tendo por base as linhas de junho de 1967".
 
O Brasil destacou que mantém relações diplomáticas com Israel desde 1949 e que reconheceu o estado da Palestina em 2010.
 
A polêmica decisão tomada quarta-feira por Donald Trump, que anunciou também a transferência da embaixada norte-americana de Tel Aviv para Jerusalém, foi considerada uma afronta por milhões de muçulmanos e já resultaram em numerosas ameaças por parte de grupos como o Hamas, que convocou uma terceira intifada.
 
(Web editor: Juliano Ma, editor) - Fonte: Xinhua  
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!