Coluna do Cláudio Humberto - 08 de julho de 2018

08/07/2018 05:26
REEMBOLSO PARA POLÍTICOS PASSA DE R$100 MILHÕES
CLAUDIO
Além dos salários de R$33,7 mil, os 513 deputados e 81 senadores fecharam o primeiro semestre com reembolsos de R$102,3 milhões por meio da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar. De acordo com regras criadas pelos próprios políticos, eles têm direito a ressarcimento de até R$ 45 mil todos os meses para gastos com propaganda pessoal, almoços e jantares em restaurantes, bares, combustível, alugueis etc.
 
BOLADA MILIONÁRIA
Somados aos salários, os 594 deputados e senadores já nos custaram R$230,2 milhões em 2018. Sem contar o que foi pago aos suplentes.
 
PARA ELES NÃO HÁ CRISE
Os 513 deputados tiveram R$91 milhões ressarcidos só no primeiro semestre. Em média, cada parlamentar recebeu R$177,5 mil de volta.
 
SACO SEM FUNDOS
Os 81 senadores pediram e foram ressarcidos em R$11,3 milhões em apenas seis meses. A maioria deles gasta sem piedade.
 
‘PENDURA’ COM NOSSO BOLSO
É como se cada senador tivesse torrado R$771,58 por dia por seis meses, incluindo dias de folga, e mandado a dolorosa para pagarmos.
 
BOLSONARO QUER 12 DOS 21 MINISTROS DO FUTURO STF
As várias derrotas do deputado Jair Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF), que o tornou réu em três ações penais, fez cair a ficha no pré-candidato a presidente. Segundo aliados, ele se convenceu de que o STF pode virar a trincheira contra as medidas que pretende implantar, caso eleito. Ele quer “maioria” no STF, passando dos atuais 11 para 21 ministros. Ele terá outras duas vagas para preencher.
 
MAIS DUAS VAGAS
O sucessor de Temer nomeará no STF os substitutos dos ministros Celso de Mello, que se aposenta em 2020, e Marco Aurélio, em 2021.
 
ELEGIBILIDADE AMEAÇADA
Aliados temem a condenação de Bolsonaro no STF antes da eleição, para abrir caminho a alegações de inelegibilidade. Não é bem assim.
 
TRÂNSITO EM JULGADO
A artigo 15 da Constituição prevê a inelegibilidade, “enquanto durarem seus efeitos”, de quem tem condenação criminal transitada em julgado.
 
TEMPO PARA VER FILMES
O tempo passa, o tempo voa, o cafezinho é servido frio e o presidente Michel Temer só tem um compromisso agendado para esta segunda (9): o presidente do BNDES, Dyogo de Oliveira, às 10h.
 
PRÓXIMO QUE SE VIRE
Representante do Ministério da Fazenda, Marcos Mendes disse em audiência pública no Senado que o acordo para reduzir os preços do diesel vai até dezembro. O próximo governo que se vire em 2019.
 
RESPIRANDO POR APARELHOS
A pedido do staff de Geraldo Alckmin, João Dória deu nota reafirmando que disputará o governo estadual e que apoia o ex-governador. Se um candidato a presidente precisa disso é porque a coisa está feia mesmo.
 
PLANOS DELITUOSOS
Faz sucesso a frase do jornalista e escritor Ruy Castro, “meme” nas redes sociais: “Idoso tem direito a andar de graça em ônibus, pagar meia-entrada em teatro e o dobro do preço no plano de saúde”.
 
CPI COSMÉTICA
No relatório final da CPI dos Cartões de Crédito, o senador Jorge Viana (PT-AC) quer incluir a obrigação de as administradoras informarem os juros máximos cobrados. Já a obrigação de reduzi-los, nem pensar.
 
O LADO BOM
O lado bom da eliminação do Brasil na Copa do Mundo é que os parlamentares terão de trabalhar mais três dias antes do recesso até o fim do mês. Eles contavam com outra folga.
 
FRANÇA EM ALERTA
Não é só o Brasil que luta contra a volta do sarampo. Após a terceira morte e mais de 400 casos desde novembro, o governo da França intensificou a campanha de vacinação para combater a epidemia.
 
DELÍCIA MADEIRENSE
O restaurante da mãe de Cristiano Ronaldo foi inaugurado em Gramado com direito a show de Roberta Miranda. Mas sucesso mesmo fez o bolinho de bacalhau com camarão dentro, típico da Madeira.
 
PENSANDO BEM…
…quando Temer diz não querer “aplausos fáceis” é porque eles estão quase impossíveis.
 
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!