Ex-ministro José Dirceu vira réu pela terceira vez

21/02/2018 16:49
Ex-ministro José Dirceu vira réu pela terceira vez
Resultado de imagem para jornal do brasil logomarca
O ex-ministro José Dirceu virou réu pela terceira vez, em mais uma ação da Operação Lava Jato. Somadas, as penas chegam a 41 anos de prisão. A denúncia foi aceita na terça-feira (20), pelo juiz federal Sérgio Moro. Dirceu é acusado de receber propina da Engevix e da UTC. No entanto, Moro suspendeu a tramitação do processo por um ano.
 
O Ministério Público Federal (MPF) aponta que as propinas vinham de contratos da Petrobras, que eram influenciados por José Dirveu. No caso da Engevix, foram R$ 900 mil em pagamentos à Entrelinhas, empresa que prestou serviços de comunicação ao ex-ministro. Já a UTC pagou R$ 1,5 milhão por supostos serviços de consultoria da empresa de José Dirceu, a JD Consultoria, mas sem nenhum serviço prestado.
 
Também viraram réus Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de Dirceu, o ex-executivo da UTC Walmir Pinheiro Santana e o ex-executivo da Engevix Gerson Almada.
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!