Livrarias: uma história da leitura e de leitores

06/11/2018 18:11

Livrarias: uma história da leitura e de leitores

Por Ana Claudia Endo -  é jornalista e diretora da W4 Consultoria, especializada em Serviços Educacionais.

Não sei quanto a você, caro leitor, mas sempre que meu marido e eu viajamos, buscamos conhecer as melhores livrarias da cidade-destino. Em boa parte das vezes não são lugares tomados pelo espaço, como megastorescomo a Cultura do Conjunto Nacional (avenida Paulista, 2073, São Paulo), no coração da avenida Paulista, ou a portenha El Ateneo Grand Splendid (avenida Santa Fé, 1860, Buenos Aires), cinema-teatro que se transformou em uma das mais elegantes e luxuosas livrarias de Buenos Aires. Invariavelmente, são pequenas construções históricas e residenciais, com estantes recheadas pelo bom gosto de seus proprietários, que ampliam o negócio com a incorporação de alguns confortáveis espaços para leitura e pequenas cafeterias.

Pois bem, no livro Livrarias: uma história da leitura e de leitores, o espanhol Jorge Carrión reuniu algumas destas preciosas livrarias em uma única obra e por isso esta indicação torna-se mais do que bem-vinda e deliciosa de ler. Sua pesquisa demonstra sua paixão pela história do livro e mapeia estabelecimento dedicados à arte da leitura em diversos cantos do mundo. A começar pela icônica livraria Shakespeare & Company (37 rue de la Bûcherie 75005, Paris), ao lado da Catedral Notre Dame, em Paris e cuja abertura data do início do século 20. Mas também pode contar um pouco sobre a livraria Eterna Cadencia (rua Honduras, 5574, Buenos Aires), deliciosamente incrustada no bairro de Palermo e aonde você pode aconchegar-se em um confortável sofá sob uma luz natural e um silêncio incríveis. Ou, como retoque final, falar sobre a ma-ra-vi-lho-sa Livraria Lello (rua das Carmelitas, 144, Porto), na cidade portuguesa do Porto, cuja charme arquitetônico de sua construção, com suas estantes escuras e escadarias curvilíneas que datam de 1906 – e, dizem, inspirou J.K. Rowling em sua escrita – assim como as capas dos estudantes de Coimbra – tornou-se uma atração por si só, quando passou a cobrar ingressos para os visitantes adentrarem seus espaços.

Livraria Eterna Cadencia. Buenos Aires, Argentina

Como disse no início deste texto, se você – como eu – quer perder-se em espaços como estes, dentre diversos outros que Carrion mapeou nesta obra, achou o livro certo!

 

Os direitos autorais do texto e imagens são de responsabilidade do site: https://www.ultimato.com.br/

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!