Mais um Escândalo do Governo Wellington Dias

12/09/2018 10:33

FRAUDE EM LICITAÇÃO

ITAORNA: MAIS UM ESCÂNDALO

MPPI SUSPEITA DE ESQUEMA DE FRAUDE EM LICITAÇÕES E INVESTIGA SECRETARIAS LIGADAS A FLÁVIO JR, LIMMA, JOÃO MÁDISON E GEORGIANO NETO

Coluna do Marcos Melo – Política Dinâmica

Os deputados João Mádison Nogueira (MDB), Georgiano Neto (PSD), Flávio Nogueira Jr. (PDT) e Francisco Lima (PT) vão ter um resto de campanha diferente em 2018. As secretarias e coordenadorias que foram geridas por eles ou seus indicados estão no centro de uma investigação do Ministério Público do Estado do Piauí e foram alvo de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (12). É mais um episódio com todos os ingredientes para se tornar mais um escândalo de corrupção do governo de Wellington Dias (PT).

O MPPI, por meio da 44ª Promotoria de Justiça de Teresina, do Tribunal de Contas do Estado - TCE, com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado no Piauí - GAECO e da Polícia Rodoviária Federal - PRF, realizaram na manhã desta quarta a Operação Itaorna. O objetivo foi dar cumprimento a mandados de busca e apreensão para coibir a prática de fraudes em licitações.

Foram cumpridos 8 Mandados de Busca e Apreensão expedidos pelo Juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Teresina, nas Sedes da Secretaria de Turismo, Secretaria de Desenvolvimento Rural, Instituto de Desenvolvimento do Piauí - IDEPI, Coordenadorias de Desenvolvimento Social e Lazer, Coordenadoria de Combate à Pobreza Rural, na Construtora Crescer e na residência dos sócios.

O MPPI visa, com a execução dos mandados, à apreensão de computadores, notebooks, pen drives, HDs externos, celulares e documentos relacionados a procedimentos licitatórios.

Há meses o Política Dinâmica tem denunciado a farra de licitações de calçamento e estradas vicinais realizadas por todas as secretarias e coordenadorias de Estado no Piauí. Nos bastidores da política, inclusive, alguns destes deputados tem seus mandatos medidos pela quantidade de calçamento que conseguem fazer.

Às 10h, os membros das equipes envolvidas concederam entrevista coletiva, na sede do GAECO, em Teresina.

É outra operação para a coleção de Wellington Dias, que já tem a Lava-Jato e a Topique pela Polícia Federal; a Natureza pela Polícia Civil e, agora, mas essa Itaorna pelo Ministério Público do Piauí. Agora, mais do que nunca, esse pessoal precisa se reeleger. 

Entramos em contato com os deputados Limma, Georgiano, João Mádison e Flávio Junior. Até o momento da postagem desta matéria, nenhum deles quis se pronunciar. O espaço continua aberto.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!