O suspense de Bolsonaro no hospital - ISTOÉ

13/09/2018 16:18

O suspense de Bolsonaro no hospital

Política em debate

Política em Debate – Por Germano Oliveira - Site da Revista IstoÉ

Depois da nova cirurgia à qual se submeteu na noite de quarta-feira 12, a pergunta que todos fazem é se Jair Bolsonaro conseguirá deixar o Hospital Albert Einstein a tempo de participar da campanha presidencial ainda no primeiro turno ou se isso só será possível no segundo turno. Até aqui, Bolsonaro vem sendo tratado como vítima da violência, do ódio nas eleições, e até se beneficiou com isso. Afinal, tanto no Datafolha como no Ibope ele registrou alta nas pesquisas eleitorais. Ele, que estava com 20%, agora já está na casa dos 26%.

Situação confortável para chegar ao segundo turno. Sobretudo porque seus quatro principais opositores (Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Fernando Haddad) estão se digladiando em empate técnico na faixa dos 10%. Alguns com um pouco mais, outros com um pouco menos, mas todos em empate técnico no patamar dos 10%. Assim, é possível que Bolsonaro vá tranquilamente para o segundo turno para enfrentar um desses quatro.

A pergunta é: Bolsonaro continuará no hospital quando o segundo turno chegar? Se ele continuar no hospital, o que o eleitor vai pensar? Vamos eleger um homem doente, com um quadro de saúde debilitado? Ele conseguirá tomar posse e governar bem o País? A facada no intestino, que o ajuda neste primeiro turno, pode prejudicá-lo no segundo turno. Afinal, há exatos 33 anos, o Brasil viveu o drama da diverticulite do então presidente eleito Tancredo Neves.

Nas véspera da posse, Tancredo adoeceu e foi para o Hospital de Base, em Brasília, para fazer uma operação de emergência. Acabou com uma baita infecção no intestino e precisou ser transferido para o Hospital das Clínicas em São Paulo. Foi uma romaria na porta do hospital. Entre a vida e a morte, quase foi criada uma crise institucional para se saber se seu vice, José Sarney, poderia assumir ou não. Foi um grande suspense. Que agora se repete, em doses diferentes, mas com um enredo com lances parecidos. A internação no Albert Einstein ajuda ou prejudica Bolsonaro? Por enquanto ajuda, mas não se pode dizer que o mesmo vai acontecer no segundo turno. Pode prejudicar.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!