Papa Francisco pede obediência à Palavra de Deus

18/09/2018 14:38

A Igreja Católica no Brasil celebra em setembro o mês da Bíblia. Isso acontece porque no dia 30 deste mês celebra-se o dia de São Jerônimo (340-420 dc), um grande biblista que traduziu os livros sagrados dos originais (hebraico e grego) para o latim, num período em que essa era a língua mais falada no mundo e usada na liturgia da Igreja.

A Bíblia é um dos poucos livros traduzidos para a maioria dos idiomas do planeta e está presente na casa dos cristãos católicos em todo mundo. Aqui no Piauí o hábito de ler a bíblia é comum nas famílias de muitos fiéis católicos. O terapeuta naturalista, Airton Otávio, além de leitor constante é também pesquisador da Palavra de Deus.

“Em 1983 fiz um curso de Bíblia organizado pelo Centro Ecumênico de Estudo Bíblico e após esses estudos cresceu em mim o interesse de estudar com maior profundidade a Palavra de Deus”, explica.

O terapeuta tem uma verdadeira coleção em sua casa de diferentes edições da Sagrada Escritura e de outros livros que o ajudam a compreender melhor a mensagem de Deus.

“Tem um cântico que diz que a Bíblia é a Palavra de Deus, e de fato ela ajuda a gente a se comprometer como cristão. Quem não lê a bíblia não é um cristão de verdade”, enfatiza.

A Bíblia não é um simples livro. Ela é uma biblioteca de 73 livros, bem diferentes uns dos outros, com diversos estilos e escritos em épocas muito distantes e em situações também diferentes. Apesar de ter sido escrita há milênios, nenhuma escritura reflete tanto a atualidade e a realidade nos dias de hoje como a Bíblia.

Apesar de ser um dever, muitos leigos não possuem o hábito de ler a Bíblia. Para Irmã Ana Alencar, da comunidade Nova Jerusalém, ler a Palavra de Deus deve ser uma obrigação natural de todo católico.

“A própria Bíblia fala dela mesma. No salmo 118 a gente lê que a Palavra de Deus é a lâmpada para os nossos pés e luz o nosso caminho. Lá no evangelho de São João, Jesus também vai falar da Palavra como esse pão que sacia para a vida eterna”, explica.

Para os católicos que não possuem o hábito de ler a Bíblia, a irmã Ana explica que seguindo alguns passos e com determinação, aos poucos, torna-se uma rotina diária a leitura bíblica.

“No primeiro momento comece vivenciando o momento litúrgico da Igreja e, depois, se quiser aprofundar, comece do Gênesis e vá lendo devagarinho até você ser envolvido com a Palavra de Deus”, orientou.

Por Rodrigo Carvalho

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!