Paulo Guedes defende Bolsonaro em entrevista

18/08/2018 04:46

“Posto Ipiranga”, Paulo Guedes defende Bolsonaro à Veja

Economista rebateu insinuações de que o candidato é despreparado e sem governo

O economista Paulo Guedes deu entrevista à revista Veja, publicada nesta sexta-feira (17), e defendeu o plano governamental de Jair Bolsonaro (PSL). Durante a entrevista, a repórter declarou que Guedes “tem todo um governo na cabeça e Bolsonaro não”. Nesse momento, o especialista, rebateu a fala.

– Não acho. Ele tem sido muito generoso ao dizer que não tem plano B. Ele fala isso para me prestigiar. Agora, se ele quiser um governo liberal, é só levantar a mão que muita gente vem para ajudar. Affonso Celso Pastore, Carlos Langoni, Gustavo Franco. Tem uma porção de gente que se atrai pela economia de mercado. Para a bolha, eu posso ser importante. Mas 99% de quem vota em Bolsonaro não está nem aí para mim. Querem ordem. Eu não me atribuo grande importância porque ele já existia quando eu cheguei – afirmou.

CRÍTICA A LULA


Apelidado de “posto Ipiranga” pelo próprio presidenciável, Guedes afirmou que Bolsonaro não é tão despreparado quanto o fazem parecer. A afirmação veio após uma insinuação de que o militar não entenderia os projetos econômicos e que Guedes precisaria “explicar as coisas de modo muito didático”.

– Eu acho que a bolha trata Bolsonaro com muito desrespeito, como se fosse um cachorro vadio. Lula era melhor do que ele do ponto de vista intelectual? Não era, era um operário malandro. Ah, mas sabia negociar política, né? Agora, esse tipo de negociação nos levou aonde estamos hoje. Não acho que a inabilidade do Bolsonaro em pensar nesse tipo de acordo o descredencia para se tornar um presidente – rebateu.

A BOLHA


Na entrevista, o economista definiu a “bolha” como “São Paulo, Rio, Florianópolis. Somos nós, a Folha de S.Paulo, a Globo, a Veja”.

– A bolha pensa em direitos humanos, que são demandas legítimas, corretas e sofisticadas da sociedade. Só que o povo está lá fora gritando socorro porque não sabe se levará um tiro hoje ou amanhã. Então, quando falei com ele, tudo ficou muito claro para mim. O que ele representa? A ordem, que é a função básica de qualquer governo – afirmou o economista.

 

Pleno News

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!