Senado argentino rejeitou a proposta do aborto

09/08/2018 08:39

Mariana Schreiber – Da BBC Brasil em Brasília

Resultado de imagem para não ao aborto

Em votação que só foi decidida nas primeiras horas desta quinta-feira, o Senado argentino rejeitou a proposta de regularização do aborto no país.

A prática permanece então proibida por lei na Argentina, refletindo a situação que prevalece na maioria do continente sul-americano.

Na América Latina e no Caribe, 97% das mulheres vivem sob regras que proíbem ou restringem sensivelmente o aborto, impedindo a liberdade de escolha, calcula o Guttmacher Institute, organização americana focada em diretos sexuais e reprodutivos.

São países em que o aborto é totalmente proibido ou permitido apenas em casos de estupro ou quando a gravidez representa risco à saúde da gestante.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!